Pesquisa personalizada

OUÇA TEMAS DA BÍBLIA AGORA:

REALIZE UMA CAPACITAÇÃO, PALESTRA OU OFICINA SOBRE INDISCIPLINA, BULLYING E ATO INFRACIONAL:

Pesquisa personalizada

17 maio 2017

31 de Maio - Dia Mundial Sem Tabaco

ESTADO DE SANTA CATARINA
ADR – AGÊNCIA DE ESTADO DO DESENVOLVIMENTO REGIONAL – JOINVILLE, SC.
GERÊNCIA DA EDUCAÇÃO – GERED
Rua do Príncipe, 330. CEP: 89201000
COMUNICAÇÃO INTERNA
039 — Urgente
De: Gerência de Educação de Joinville
Data: 17/05/2017
Para: Diretores das Unidades Escolares
CC: ATPs

Assunto: Dia Mundial Sem Tabaco – 31 de Maio de 2017




Prezados (as) Gestores (as),


No dia 31 de maio é comemorado o Dia Mundial Sem Tabaco. Solicitamos que esta unidade escolar, por meio do seu Núcleo de Educação e Prevenção – NEPRE – realize atividades de prevenção ao tabagismo entre os dias 22 de maio a 30 de maio, culminando com exposição de trabalhos e apresentações relativas ao tema no dia 31 de maio – Dia Mundial Sem Tabaco.

Devem ser feitos registros digitalizados (fotos, vídeos e relatórios descritivos) das atividades realizadas e expostas por sua escola no dia 31 de maio e encaminhado por e-mail para jorgeschemes@sed.sc.gov.br ou levadas em arquivo salvo em Pen Drive até o Setor de Ensino aos cuidados de Jorge Schemes até o dia 02 de junho de 2017. As atividades serão publicadas no blog do NEPRE – www.projetonepre.blogspot.com

Para subsidiar as atividades indicamos os seguintes endereços eletrônicos:

Atenciosamente,

______________________________
Rosemari Conti
Supervisora de Educação Básica

___________________________
Joana D'Arc Dalri
Integradora de Modalidades, Programas, Projetos e Esporte



Clique na Imagem Para Saber Mais


10 abril 2017

Adolescentes e Jovens para a Educação Entre Pares - Fascículos em pdf




A série de fascículos Adolescentes e Jovens para a Educação entre Pares, do Projeto Saúde e Prevenção nas Escolas (SPE), como o próprio nome indica, é destinada a adolescentes e jovens. Tem como objetivo auxiliá-los(as) no desenvolvimento de ações de formação para promoção da saúde sexual e saúde reprodutiva, a partir do fortalecimento do debate e da participação juvenil.


Abaixo os links para download de cada fascículo:

Adolescências: Juventudes e Participação:
http://www.undime-rj.org.br/arquivos/spe/Folder_Adolescencia.pdf


Diversidades Sexuais:

http://www.undime-rj.org.br/arquivos/spe/Folder_Diversidades.pdf

Álcool e outras drogas:

http://www.undime-rj.org.br/arquivos/spe/Folder_Diversidades.pdf

Gêneros:

http://spe-gge-rj.blogspot.com.br/2010/07/guia-adolescentes-e-jovens-para.html

Metodologia de Educação entre pares:

http://www.undime-rj.org.br/arquivos/spe/Folder_Metodologia.pdf

Prevenção das DST, HIV e Aids:
http://www.undime-rj.org.br/arquivos/spe/Folder_Prevencao_DSTs.pdf

Raças e Etnias:

http://www.undime-rj.org.br/arquivos/spe/Folder_Racas_Etnias.pdf

Sexualidades e Saúde Reprodutiva:
http://www.undime-rj.org.br/arquivos/spe/Folder_Sexualidade.pdf

“Todos contra o Aedes aegypti” é o tema da primeira edição do concurso Escola Promotora de Saúde

O conhecimento é a melhor arma contra o Aedes aegypti.

Diretores, professores e estudantes da rede pública de Santa Catarina: reúnam seus colegas e participem da primeira edição do concurso Escola Promotora de Saúde.


Os melhores projetos serão premiados!

Clique na Imagem Acima Para Acessar o Regulamento!

27 janeiro 2017

Aluna obrigada a urinar em balde recebe indenização de US$ 1,25 milhão


Uma estudante da Califórnia recebeu 1,25 milhão de dólares de indenização por ter sido obrigada a urinar em um balde, depois de não ter recebido permissão para ir ao banheiro.

Um júri de San Diego decidiu na quarta-feira a favor da ex-aluna do colégio Patrick Henry, que apresentou uma queixa após o incidente em 2012, na qual reclamava uma indenização de 25.000 dólares.

De acordo com a denúncia, a adolescente, que tinha 14 anos no momento da situação vexatória, não recebeu autorização para ir ao banheiro porque o colégio tinha regras muito rígidas.

A professora sugeriu que ela fizesse xixi em um balde dentro de um armário usado para guardar objetos, no fundo da sala, e que depois jogasse a urina em um lavabo.

O episódio foi humilhante e provocou várias piadas e mensagens obscenas de outros estudantes, o que levou a jovem a tentar o suicídio, como a vítima explicou durante o julgamento que durou três semanas.

"Isto nunca deveria ter acontecido com uma jovem de 14 anos", afirmou à AFP o advogado da vítima, Brian Watkins, antes de admitir que este é um dos casos "mais incomuns" em que trabalhou.
O advogado disse que a cliente, atualmente com 18 anos, está satisfeita com o veredicto e continua fazendo terapia para superar o trauma.

Os representantes do distrito escolar explicaram que a professora, que está em licença administrativa e nunca mais retornou ao colégio após o incidente, pensava que estava apenas aplicando as regras.
"Em um momento de falta de clareza, pensou que era uma boa ideia", afirmou Katheryn Martin, advogada dos acusados.[Fonte: Yahoo]

28 setembro 2016

Política de Educação, Prevenção, Atenção e Atendimento às Violências na Escola - O QUE É?

A Política de Prevenção às Violências na Escola prevê a criação de Núcleos de Educação, Prevenção, Atenção e Atendimento às Violências na Escola (NEPRE), na Secretaria de Estado da Educação (SED), nas 35 Gerências de Educação (GEREDs), na Coordenadoria de Educação da Grande Florianópolis e nas Unidades Escolares da rede pública estadual.
Dentre as atribuições do NEPRE, destacam-se a implantação/implementação de Programas e Projetos a nível Federal, Estadual e Municipal, que contribuem com as ações da Política de Educação, Prevenção, Atenção e Atendimento às Violências na Escola.
Fazem parte da Política de Prevenção os programas Saúde na Escola e Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (PROERD).
-- Equipes que compõem os NEPREs, constituídos na SED, nas GEREDs e no Instituto Estadual de Educação/IEE
-- Coordenadores NEPREs/GEREDs - 2016
Abaixo encontram-se informações que subsidiam os NEPREs nos processos de formação continuada e estudo.

ORGANOGRAMA DA REDE DE ATENDIMENTO
Quando o coletivo escolar se encontra diante de situações de violência que excedam as suas atribuições, ou que sejam de grave manifestação - necessitando de atendimento emergencial - deverá ampliar os conhecimentos e contatos com os parceiros da rede de atendimento às crianças e adolescentes. Estas situações de violência demandam à escola proceder a encaminhamentos às instituições governamentais e não governamentais, visando à proteção e o devido atendimento dos envolvidos. Tem, inicialmente como porta de entrada, o Conselho Tutelar, conforme demonstra o organograma. 
 --    Organograma

1º CADERNO PEDAGÓGICO

Reflexões para a Implementação da Política  de Educação, Prevenção, Atenção e Atendimento às Violências na EscolaO objetivo principal deste caderno é apresentar subsídios a todos os profissionais da educação, especificamente aos coordenadores dos Núcleos de Educação e Prevenção às Violências na Escola\NEPREpara que possam atuar nas ações de prevenção e nas situações de ocorrência de violências na escola.
Não pretende ensinar e nem tampouco ser um receituário sobre o que deve ser feito para resolver problemas tão complexos, mas, sim, sugerir reflexões importantes e oferecer possibilidades de ação para lidar melhor pedagogicamente com a complexidade das demandas que eclodem no contexto escolar. Ao mesmo tempo, vislumbra o envolvimento dos protagonistas da escola, profissionais da educação, estudantes, famílias e/ou responsáveis, entidades democráticas da escola e a participação da comunidade do seu entorno, a trabalhar em rede.
Inicia prefaciando com reflexões sobre a violência e a paz, inspiradas na obra de arte do artista plástico Candido Portinari, em especial, nos painéis Guerra e Paz. Foi por intermédio desta obra que o artista conclamou a humanidade para unida lutar pela paz e dar um basta na guerra. Nessa perspectiva,  os profissionais da educação, das escolas e das gerências de educação, são convidados para implementarem, nas unidades escolares, a mensagem que emana das referidas obras de arte.
POLÍTICA DE EDUCAÇÃO, PREVENÇÃO, ATENÇÃO E ATENDIMENTO ÀS VIOLÊNCIAS NA ESCOLA Este documento tem o objetivo de subsidiar os profissionais da educação em relação à prevenção, atenção e atendimento às violências na escola, bem como os aspectos que se interrelacionam na vida estudantil de crianças e jovens, e com a própria violência, enquanto fenômeno multifacetado. Tais aspectos envolvem identidade de gênero, sexualidade, e uso/abuso de substâncias psicoativas (drogas lícitas e ilícitas).

-- Documento na íntegra

 PROGRAMA SAÚDE NAS ESCOLAS
O Programa Saúde nas Escolas (PSE) é uma política nacional do Ministério da Saúde e do Ministério da Educação, instituído pelo Decreto Presidencial Nº 6.286, de 5 de dezembro de 2007, e tem a finalidade de contribuir para a formação integral dos estudantes da rede pública de educação básica, por meio de ações de prevenção, promoção e atenção à saúde, desenvolvidas tanto nas escolas como nas unidades básicas de saúde. Integra o projeto Saúde e Prevenção nas Escolas (SPE), dos Ministérios da Educação e Saúde, com apoio de três organismos internacionais: Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Educação (UNESCO), Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) e o Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA)

PROERD
O Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (PROERD) possibilita a articulação entre as áreas da educação e segurança, na prevenção ao uso/abuso de drogas lícitas e ilícitas e na orientação de crianças, adolescentes, assim como pais ou responsáveis, acerca da busca de soluções e medidas eficazes quanto à resistência às drogas. Além disso:
- Aproxima a Polícia Militar da comunidade escolar e, por consequência, da comunidade em geral, permitindo um clima de parceria e confiança;
- Sensibiliza as crianças e adolescentes para valores morais e éticos, bem como proporciona a construção de uma sociedade mais justa, sadia e feliz;
- Trabalha na prevenção da criminalidade relacionada direta ou indiretamente ao uso de drogas;
- Aborda, também, temas como o bullying, as consequências do uso das drogas e práticas da violência (física, verbal, etc.), a importância de se fazer escolhas certas, perceber a influência dos meios de comunicação e segurança pessoal, tais como: cuidados em casa, em vias públicas, noções de trânsito, como proceder quando presenciar algum fato negativo, entre outros;
- Estimula a participação dos pais no processo de aprendizado sobre a prevenção ao uso das drogas e práticas de violências.

Para saber mais
A equipe do NEPRE/Coordenadoria Grande Florianópolis, Zaira T Wagner,  Natália Cristina de Oliveira Neneghetti  e Camila Detoni Sá de Figueiredo, sugerem livros, filmes e links para trabalhar com as temáticas transversais.

Mais informações:
Gerência de Modalidades Programas e Projetos Educacionais (GEMPE) vinculada à Diretoria de Gestão da Rede Estadual de Ensino (DIGR)
Telefone:(48) 3664-0220
Email: nepre@sed.sc.gov.br

04 maio 2016

Avanço de supergonorreia pode se tornar intratável e preocupa Grã-Bretanha

(Thinkstock) 
A disseminação de uma supergonorreia na Inglaterra anda preocupando médicos. Essa nova bactéria pode se tornar intratável já que um dos principais tratamentos contra a doença foi ineficaz.
agência governamental Public Health England reconheceu que medidas tomadas para conter a epidemia tiveram “sucesso limitado”.
No ano passado a Grã-Bretanha já havia feito um alerta nacional quando foram registrados casos em Leeds, no condado de Yorkshire, na região central do país.
Já foram confirmados por meio de testes de laboratório 34 casos de supergonorreia. A doença é transmitida sexualmente e pode levar à infertilidade.
O portador da infecção pode não apresentar sintomas.  Se não for tratada, a infecção pode levar a infertilidade e a inflamação pélvica crônica, e ser transmitida para um bebê durante a gravidez.
Para a Associação Britânica de Saúde Sexual e HIV, é necessária uma reação rápida à infecção.
Elizabeth Carlin, presidente da associação, afirmou que a “disseminação da gonorreia altamente resistente à azitromicina é motivo de enorme preocupação e que é essencial tomar toda medida possível para impedir que se espalhe ainda mais”, disse. [Fonte: Yahoo]
Pesquisa personalizada