Pesquisa personalizada

OUÇA TEMAS DA BÍBLIA AGORA:

REALIZE UMA CAPACITAÇÃO, PALESTRA OU OFICINA SOBRE INDISCIPLINA, BULLYING E ATO INFRACIONAL:

Pesquisa personalizada

29 novembro 2007

AIDS avança entre os jovens

Cerca de 74,29% dos casos de Aids no Rio Grande do Norte foram notificados em jovens entre 15 e 19 anos. O dado se torna mais preocupante se for comparado o número de casos em 1983, que foram cinco, para o número registrado em 2006, que chegou a vinte casos. A situação chamou a atenção das Secretarias de Estado da Saúde e da Educação e resultou no lançamento de uma campanha ‘‘Saúde e Prevenção nas Escolas - Atitude para curtir a vida’’. ‘‘Estamos falando de casos conhecidos, mas há pessoas que têm Aids e não sabem’’, disse a secretária de Educação, Ana Cristina Medeiros. Com apoio do Ministério da Saúde, Ministério da Educação, Unicef, Unesco, Ongs e Fundac, o objetivo é chamar atenção para o Dia Mundial de Combate à Aids (1º de dezembro) e disseminar entre os adolescentes a cultura de que é preciso se prevenir, além de fazer o teste em caso de suspeita da doença. Para isso, a campanha está sendo levada aos professores e alunos da rede estadual de ensino para que eles se tornem agentes multiplicadores. Voltada inicialmente para o ensino médio, a campanha entra em uma nova fase e será estendida ao fundamental. O trabalho começou em 2006 e já está sendo desenvolvido em 88 escolas estaduais, dez só em Natal. O material, distribuido gratuitamente, possui uma linguagem específica para cada faixa etária. Em cada escola foram capacitados dois professores e 80 alunos, que vão ser responsáveis por passar informações aos colegas e à comunidade. É o chamado ‘‘protagonismo juvenil’’. Para o secretário de Saúde, Adelmaro Cavalcanti, o auxílio aos jovens é fundamental. ‘‘É importante essa rede de assistência, pois há jovens com a doença e não estão diagnosticados’’, disse. Algumas escolas estão realizando os exames, outras possuem postos próximos e disponibilizam os exames, como o Atheneu, Floriano Cavalcanti e Edgar Barbosa, em Natal. Caso o adolescente prefira um atendimento específico, o Centro de Testagem e Aconselhamento, localizado no Alecrim, oferece um trabalho diferenciado.A campanha também alerta para atitudes cotidianas associadas a uma situação de risco, como o consumo de bebidas e o uso de drogas injetáveis. Além disso, muitas famílias não possuem o hábito de conversar sobre sexo seguro. ‘‘Naturalmente as famílias têm dificuldade em conversar sobre o assunto e acham que não falar evita que aconteça’’, observa a secretária de Educação, que alerta também para a transmissão de outras doenças sexualmente transmissíveis e para a gravidez precoce. (Fonte: Diário de Natal)

20 novembro 2007

Atividades: EEB Dom Pio de Freitas

PROJETO DESENVOLVIDO NA EEB DOM PIO DE FREITAS

NEPRE

ATIVIDADES
Todas as atividades foram desenvolvidas nas Disciplinas de Ciências e Ensino religioso.

Através da parceira com o Posto de Saúde Floresta e CTA, desenvolveu-se diversas atividades na escola: palestras sobre doenças sexualmente transmissíveis, murais informativos, o perigo das drogas, o jovem e a sexualidade, palestras para as 4ª séries sobre saúde na família, com informações sobre vacinas obrigatórias, pré-natal, realizando pesquisa com a família e expondo resultados.


Tema :
A diferença de viver e de encarar a vida
Disciplina de Ensino Religioso e Filosofia
Professor Luiz Nery Miranda
Turmas envolvidas: de 5ª ao Ensino Médio

Produção textual, mural, teatro, concurso de frases, redações, reflexão, baseada no texto:

Viver ou encarar a vida? Tudo parece ter o mesmo sentido na nossa sociedade. Viver não seria aproveitar, ser feliz sem nenhuma preocupação? Encarar a vida é dom de poucos, muitos não conseguem ter auto suficiência para resolver sua vida, e entram por caminhos errados: drogas, violência, marginalidade.
Muitas vezes achamos desculpas para os problemas encontrados, deixando de fazer o que tem que ser feito.
Muitos ainda tem motivos para viver e encara a vida, de forma simples e feliz, com auto-estima elevada.


Ações de saúde e vida desenvolvidas na escola:
Palestras com voluntários : quem sou eu? O adolescente em conflito (CTA)
Trabalhado com dinâmicas, cartazes, com 6ª, 7ª, 8ª e 1º ano ensino Médio
Palestra CTA: Prevenção DST/HIV/AIDS
Saúde da mulher: violência
Higiene corporal e bucal- Posto de Saúde Floresta
Verificação de vacinação
Rotulagem dos alimentos e dos produtos de limpeza
Sexualidade na Adolescência: as emoções manifestadas no desejo
Agressividade na escola
A hora da escolha profissional: visita a várias instituições de Ensino Superior, palestras e informações para Ensino Médio

09 novembro 2007

Brinquedo contém droga

O Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial) determinou a retirada do mercado do brinquedo Aqua Dots, da linha Bindeez. Nos EUA, a CPSC (Comissão de Proteção ao Consumidor de Produtos, na sigla em inglês) determinou ontem que 4,2 milhões de unidades do brinquedo saiam do mercado. Canadá e Austrália também pediram a retirada.
As bolinhas que fazem parte do brinquedo contém uma substância que, em contato com água, se transforma em outra substância similar ao GHB (ácido gama-hidroxibutírico), droga conhecida como 'ecstasy líquido'.
No Brasil, a Pro Teste (Associação Brasileira de Defesa do Consumidor) já havia pedido a interdição, ao enviar notificação ao Inmetro e ao DPDC (Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor) e à importadora Long Jump.

O brinquedo Bindeez (versão do Aqua Dots), fabricado na China:
Por meio de nota, a Long Jump afirmou que o lote de brinquedos recebido pela empresa é distinto dos lotes enviados aos EUA, Canadá e Austrália.
"O brinquedo que distribuímos em nosso país foi devidamente certificado pelo Inmetro para consumo. Para tanto, foram realizadas análises químicas, estando o mesmo em conformidade com os requisitos de toxicologia, ou seja, não há qualquer dano potencial ao consumidor", afirma o comunicado, assinado pelo advogado Marcelo de Campos Mendes Pereira.
Apesar de ressaltar que até agora não foi registrado nenhum caso de intoxicação no Brasil, a Long Jump afirma que, por prevenção, requereu a repetição dos testes toxicológicos e irá retirar os produtos dos pontos de venda. A empresa também recomenda aos pais que mantenha o brinquedo fora do alcance das crianças.
Fabricado na China, o brinquedo é composto de um conjunto de bolinhas coloridas usadas para criar figuras tridimensionais. Ao serem molhadas, as bolhinhas grudam umas nas outras. O conjunto é vendido em diversas versões --algumas vêm acompanhadas de acessórios como um miniventilador, uma caneta para compor as figuras e placas sobre as quais dispor as bolinhas. O brinquedo é recomendado a crianças acima de 4 anos.
Segundo a comissão americana, as bolinhas são cobertas com uma camada de um produto que as grudam umas às outras. O produto pode causar intoxicação quando ingerido, levando a problemas respiratórios, espamos e coma.
Uma das crianças intoxicadas com o produto nos EUA tinha um ano e oito meses. Depois de ingerir as bolinhas, a criança teve tontura, vomitou diversas vezes e teve de ser hospitalizada. A outra criança apresentou quadro semelhante e ficou hospitalizada por cinco dias.
Droga:
O GHB é uma droga usada por bandidos no golpe conhecido como "boa noite, Cinderela". Depois de ingeri-la, geralmente misturada em bebida sem que se perceba, a vítima fica desacordada enquanto é roubada e até violentada.
A produção de brinquedos --e de outros produtos-- na China neste ano foi alvo de diversos recalls. No dia 1º deste mês, o diário chinês 'China Daily' informou que, de 1.726 fábricas inspecionadas no país, 1.454 apresentaram algum tipo de irregularidade. As autoridades reguladoras do país destacaram 200 mil funcionários para inspecionar produtos como remédios, alimentos e brinquedos.
O governo determinou que 764 fabricantes de brinquedos não poderão mais exportar e 690 receberam ordem de renovar ou melhorar a qualidade de seus produtos.
Em um dos casos mais alarmantes, a gigante americana Mattel retirou 18 milhões de brinquedos em agosto desse ano, incluindo bonecas Barbie e do Batman, porque conteriam quantidades de tintas tóxicas acima do permitido e peças perigosas para crianças.A Mattel se desculpou publicamente, explicando que os problemas se deviam mais a seu design do que a problemas com os fabricantes que seguiriam os padrões da Mattel.

08 novembro 2007

Relatório: EEB Elpídio Barbosa

ESTADO DE SANTA CATARINA
SECRETARIA DO ESTADO DA EDUCAÇÃO
E.E.B.DR. ELPÍDIO BARBOSA
RUA INAMBÚ – 3.290 – JOINVILLE – SC
FONE – (47) 3473-5023

E-mail: eebelpidiobarbosa@sed.sc.gov.br

RELATÓRIO DAS ATIVIDADES DE IMPLEMENTAÇÃO DO NEPRE:

Conforme Reunião Pedagógica, realizada no mês de fevereiro de 2007 ficou assim constituída a comissão e/ou Núcleo desta Unidade Escolar para a realização das atividades de implementação do NEPRE.
Coordenadora Geral: Maria Salete Pereira de Souza
Coordenadora Técnica: Assist. Técnico Pedagógico: Michele Carina de Souza
Assist. Técnico Pedagógico: Márcia Regina M. Nunes de Moraes
Orientadora Especialista: Odete Maria Viana
Professores Colaboradores: Tommy Fischer
Haline F. Machado
Sendo que, no primeiro semestre a Direção da E.E.B. Dr. Elpídio Barbosa buscou parcerias com a Unidade de Saúde do Bairro Costa e Silva para desenvolver as atividades programadas para os alunos do Ensino Fundamental, sendo que os mesmos seriam os protagonistas das atividades desenvolvidas.
O trabalho foi agendado e as datas foram escolhidas. Os temas a serem trabalhados nesse primeiro momento foram palestras com profissionais da Saúde sobre adolescência, puberdade e modificações do corpo e sexualidade (dando ênfase a violência sexual).
Os agentes de saúde iniciaram as atividades com uma sensibilização promovendo discussões e debates em torno dos assuntos. Utilizaram materiais fornecidos pelo Núcleo de Saúde. Os alunos puderam pesquisar e fazer perguntas. Neste dia utilizou-se também a estratégia de trabalho em equipe; os alunos deveriam fazer perguntas para os agentes de saúde por escrito, que seriam recolhidos e respondidos em outro momento, ou seja, no segundo semestre. Ficando agendado para o dia 23/08/07.
Através do PROJETO TRANSANDO SAÚDE, que é um projeto do SESC em parceria com Programa Municipal DST/AIDS de Joinville e a Secretaria do Bem Estar Social, tem como objetivo a prevenção das DST/Aids e a promoção da saúde integral entre adolescentes e jovens. Utiliza como metodologia a educação de pares, estratégia eficaz na multiplicação de conhecimentos para a prevenção das DST/Aids, possibilitando que as pessoas de um mesmo grupo populacional transmitam informações umas às outras graças a identidade cultural e de linguagem. A interação entre os adolescentes acorre principalmente por meio da interlocução, utilizando também jogos e gincanas.
Diante disso, os agentes do Posto de Saúde para implementar o projeto acima descrito deram a continuidade das atividades agendadas no primeiro semestre, no dia 23/08/07. Os alunos realizaram uma gincana sobre a sexualidade (vide anexo - fotos) e uma Feira de Informação (vide anexo – fotos).
Segue abaixo algumas perguntas que foram discutidas e respondidas durante a gincana pelos adolescentes:
Que nome se dá ao período de vida entre 11 e 19 anos?
No período que antecede a adolescência, chamado de puberdade, várias mudanças acontecem no corpo. Cite as mudanças que ocorrem no corpo das meninas.
Cite as mudanças que ocorrem no corpo dos garotos.
O que provoca o interesse pelo sexo oposto e o desejo sexual na adolescência?
O que devemos procurar saber antes de iniciar a vida sexual?
Por que estão ocorrendo tantos casos de gravidez na adolescência?
Cite três situações que colocam em risco a saúde dos adolescentes?
Por que os adolescentes correm o risco de pegar Doenças Sexualmente Transmissíveis e Aids?
Com quem os adolescentes devem conversar suas dúvidas sobre a sexualidade?
Como podemos ser cuidadosos e responsáveis com a nossa vida sexual?
Na mesma data houve a Feira de Informação sobre a Sexualidade Humana:
Varal com perguntas elaboradas pelos alunos com as respecttivas respostas
Cartazes sobre adolescência – “Como o adolescente é visto pela sociedade”
“ Riscos na Adolescência”
“ Adolescência vista pelos adolescentes”
3. Álbum Seriado Explicativo: Doenças Sexualmente Transmissíveis
Planejamento Familiar/ Métodos Contraceptíveis
HIV/Aids
4. Livretos e Folders sobre: “A primeira vez”
“Saúde e Educação juntas na Prevenção”
“Mutirão da Palavra”
5. Banner: “ Você já sabe namorar?”
6. Modelos de : Preservativos ( tamanho, cores,sabores)
Camisinha feminina
Gel lubrificante e gel espermicida.
7. Painel com perguntas sobre a sexualidade, DST e Hiv-Aids
8. Brindes: canetas, bolsinhas, faixas.
9. Cartazes alusivos à prevenção das DST/Aids
10. Gravuras explicativas sobre a sexualidade humana.

















07 novembro 2007

Relatório: EEB Elvira Faria Passos

EEB. PROFª. ELVIRA FARIA PASSOS
SÃO JOÃO DO ITAPERIÚ
NOVEMBRO DE 2007
FONE: (47) 3458 00 21

RELATÓRIO DAS ATIVIDADES DO NEPRE

O estudo das ciências consiste em descobrir o mundo, a fim de conhecê-lo, esclarecer dúvidas e valorizar o ambiente que nos cerca.
Nas aula de ciências com o professor Wilmar , o tema trabalhado foram: Substâncias que podem causar dependência; medicamentos, álcool e fumo ( de acordo com o planejamento curricular)
Com isso o educador se preocupa em fazer com que o educando sinta que a vida tem um grande significado para cada homem; assim procura promover ações didáticas onde eles possam perceber e provar na prática a importância de realizar atividades no seu dia -a –dia
Buscar resultados em maiores proporções com valores positivos sem envolver-se com o alcoolismo e o tabagismo.
Através do relacionamento concreto com a natureza, o aluno percebe que a jardinagem e a horta o torna um indivíduo com uma capacidade maior de realização das atividades, sem ter que consumir drogas, cigarros e álcool por exemplo.
Os educandos foram incentivados com boas maneiras, com exemplos válidos, este trabalho proporciona a criança o desenvolvimento cognitivo, social e ambiental e de tornando-os cautelosos, cuidadosos, ajudando-os a crescer no sentido de aprender a expor suas dúvidas com coragem e não tirar conclusões precipitadas. Os permanentes desafios a sua ignorância criar-lhe no espírito uma atitude de modéstia e interesse em buscar a verdade pelo lado bom da vida; o de experimentar as coisas boas que o meio pode proporcionar.
Nas disciplinas de biologia e Ciência naturais, o professor Wilmar Delmonego, da EEB. Profª. Elvira Faria Passos, desenvolveu um trabalho pedagógico sobre os Vícios Sociais (Tabagismo, Alcoolismo e Drogas)
O objetivo do tema tabagismo é citar as principais substância tóxicas eliminados durante a combustão do fumo e como atuam no organismo.
- Explicar a diferença entre fumantes passivos e fumantes ativos;
- Listar os motivos que induzem os indivíduos a iniciarem o hábito de fumar.
- Criticar as propagandas de cigarro.
- Iniciar uma campanha de combate ao tabagismo.

As atividades proposta, foram desenvolvidas através de pesquisa sobre os efeito do fumo para o feto.
- Promover a divulgação das entrevistas:
* Porque comecei a fumar?
* Porque parei de fumar?
- Promover campanha de combate ao tabagismo, através de faixas, cartazes, pesquisas com divulgação pelas escolas.

Em relação ao alcoolismo, os objetivos são:
- Conceituar alcoolismo, alcoólatra, tabagismo, toximania, vícios.
- Listar os motivos que levam as pessoas a ingerirem bebidas alcoólicas e os prejuízos que acarretam ao organismo.
- Observar as propagandas de bebidas alcoólicas e criticá-las.
- Visitar a Associação dos Alcoólatras Anônimos e obter informações sobre a mesma.

Como atividades, os alunos montaram painéis indicando os prejuízos que o uso abusivo de bebidas alcoólicas acarreta ao indivíduo e a sociedade.
- Convidaram um membros da Associação dos A.A., para fazer uma palestra ou depoimentos se assim desejar.
Outro tem abordado foi “Drogas”, cujos objetivos eram:
- Explicar porque o uso de drogas inicia-se geralmente na adolescência.
- Relatar como as drogas chegam até os jovens.
- Listar efeitos que as anfetaminas e barbitúricos provocam nos organismos.
- Obter informações sobre a maconha, o LSD, heroína, cocaína e seus efeitos nos organismos.

Atividades propostas:
- Visitar instituição de recuperação de drogados e obter informações quanto:
-* Ao tipo de tratamento dispensado aos pacientes;
* Porcentagem de recuperação.
* Maiores dificuldades encontradas pela instituição e pelos dependentes de drogas.
- Convidar um médico ou especialista experientes na recuperação de viciados de drogas para relatar o seu trabalho e responder perguntas formuladas pela classe.
- Promover campanha anti-drogas com faixa do tipo:

DIGA NÃO ÀS DROGAS
DROGA? NÃO. ESPORTE? SIM

Na disciplina de Química, a professora Lígia Lenzi trabalhou o tema “Drogas”, através de palestra, com um palestrante convidado, o Cabo Gabriel


OBJETIVO:
Informar, esclarecer, os efeitos que as drogas, provocam no organismo.
Conscientizar, levando cada aluno a compreensão da importância da prevenção.
Interpretar e relacionar o conteúdo estudado com o tema que este presente negativamente em nosso cotidiano.
Desenvolver o pensamento crítico, expondo possíveis soluções para o problema.

CONTEUDO: Funções Nitrogenadas; Aminas e Amidas. (Química orgânica).

RECURSOS: Data show, fotos e fatos que tragam impacto dos efeitos da droga no Ser Humano.

Drogas derivadas das aminas:
· Depressoras - podem dificultar o processamento das mensagens que são enviadas ao cérebro. Exemplos: álcool, barbitúricos, diluentes, cloreto de etila, clorofórmio, ópio, morfina, etc.
· Psicodislépticas ou alucinógenas – têm por característica principal a despersonalização em maior ou menor grau. Exemplos: maconha, skunk, LSD, psilocibina, heroína.
· Psicoanalépticas ou estimulantes - produzem aumento da atividade cerebral, diminuem a fadiga, aumentam a percepção ficando os demais sentidos ativados. Exemplos: cocaína, crack, cafeína, teobromina, MDMA ou ecstasy, anfetaminas (bolinha, arrebite), etc.
As aminas são uma classe de compostos químicos orgânicos azotados derivados do amoníaco (NH3) e que resultam da substituição parcial ou total dos hidrogénios da molécula por grupos hidrocarbónicos (radicais alquilo ou arilo – frequentemente abreviados pela letra R). Se substituirmos um, dois ou três hidrogénios, teremos, respectivamente, aminas primárias (R-NH2), secundárias(R1R2NH) ou terciárias (R1R2R3N). As aminas podem ser classificadas como simples quando os grupos alquilo são iguais ou mistos, se estes forem diferentes.Quando se usa os prefixos di e tri, indica-se que a amina é secundária ou terciária, respectivamente, e com grupos radicais iguais. Quando os grupos são diferentes, estes são nomeados sucessivamente, do menor para o maior, terminando o nome do composto com o sufixo “amina”. Algumas vezes indica-se o prefixo amino, indicando, de seguida a posição e o nome do grupo hidrocarbónico.A importância das aminas, em termos biológicos, é inegável. A classe de compostos designados por β-feniletilaminas inclui a adrenalina, a noradrenalina, a mescalina, etc. As sulfamidas, que afetam as bactérias ao inibir nelas a produção de ácido fólico, mas que são inócuas para o ser humano, contêm um grupo amino. O neurotransmissor GABA (ácido 4-aminobutanóico) também contém um grupo amino. Alguns derivados do ácido p-aminobenzóico são também usados como anestésicos.Encontram-se aminas secundárias em alguns alimentos (carne e peixe) ou no fumo do tabaco. Estas podem reagir com os nitritos (presentes nos conservantes utilizados nos produtos alimentares e usados como fertilizante, no caso das plantas, como o tabaco), levando à formação de N-nitrosoaminas secundárias, que são cancerígenas.
Amidas: A presença do grupo C=O confere às amidas um caráter polar. Normalmente o grupo C=O não sofre qualquer modificação permanente no decorrer da maioria das reações e, por consequência, aparecem intactos nos compostos resultantes. A sua presença, no entanto, determina o comportamento químico das amidas, assim como o dos demais derivados dos ácidos carboxílicos.As amidas são utilizadas em muitas sínteses em laboratório e como intermediários industriais na preparação de medicamentos e outros derivados. O nylon é uma poliamida muito importante dentre os polímeros. A uréia, de fórmula CO(NH2)2, é uma diamida do ácido carbônico, encontrada como produto final do metabolismo dos animais superiores, e eliminada pela urina. A amida do ácido sulfanílico (sulfanilamida) e outras amidas substituídas relacionadas com ela, têm considerável importância terapêutica e conhecem-se por sulfamidas
O projeto desenvolvido na escola, foi uma importante estratégias para a promoção de uma cultura de prevenção entre os jovens brasileiros, despertando-os para o conhecimento necessário a compreensão do mundo social e cultural de forma a conduzi-los à prática da reflexão, da análise e da critica.

Relatório: EEB Rudolfo Meyer

ESTADO DE SANTA CATARINA
SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO
GERENCIA DE EDUCAÇÃO - JOINVILLE
ESCOLA DE EDUCAÇÃO BÁSICA PROF. RUDOLFO MEYER.
Rua: Copacabana, 1245 Floresta - Cep: 89211-380
Fone/FAX: (47) 436-0769
E-mail: eebprm@sed.rct-sc.br

PROJETO VIVER SAÚDE
CAPACITAÇÃO: NEPRE (Núcleo de Educação e Prevenção)

1. IDENTIFICAÇÃO

1.1. Nome do evento:
Capacitação de Disseminadores do NEP na Unidade Escolar
1.2. Pessoal envolvido
Corpo técnico, corpo docente e discente, Associação de Pais e Professores (APP) Clube de Mães e Associação de Moradores do Bairro Floresta
1.3. Período de realização:
Inicio: 23/09/2005 (ainda em andamento).
1.4. Órgão proponente:
E.E.B. Rudolfo Meyer
1.5. Órgão executor:
E.E.B. Rudolfo Meyer e associações
1.6. Coordenação
Diretor Hugues Brasilio Torres
1.7. Carga Horária
No mínimo 20 horas
1.8. Fonte de recursos:
Parcerias com associações comunitárias e outras organizações.

2. JUSTIFICATIVA

Vivemos em uma sociedade altamente competitiva e violenta e os jovens estão entre o segmento da população mais vulnerável, portanto, em situação constante de risco. Esse quadro pode ser amenizado se os olhares se voltarem para a educação.
Formalizar um plano de ação e propor atividades que estimulem a reflexão e o senso crítico pode contribuir para a melhoria da qualidade de vida destes jovens.
Também, é importante enfatizar que muitas atividades que elegeram a saúde, como foco, já fazem parte da rotina institucional, inscritas no Projeto Político Pedagógico, no sentido de proporcionar aos nossos alunos e à comunidade a que pertencemos, o acesso à informações e o conhecimento de situações que retratem fielmente a realidade de nossa sociedade. Nossos cidadãos precisam receber informações reais que o preparem para a criticidade e para exercerem a liberdade de escolha, tão defendida e justa, quando bem embasada.
Como citado anteriormente, muitos programas já foram executados nesta linha mas, agora, propõe-se a um trabalho de “várias frentes”; abordando não só os adolescentes, mas seus pais, familiares e comunidade. A formação de disseminadores permitirá que cada um deles atue no seu grupo, criando uma proximidade e facilidade de acesso aos demais participantes.

3. OBJETIVO GERAL

Capacitar disseminadores, na unidade escolar e na comunidade visando a prevenção da saúde, garantindo o bem estar pessoal e social, para viver com qualidade.


4. OBJETIVOS ESPECÍFICOS

- Disseminar conhecimentos sobre drogas, DSTs e violência.
- Despertar para a importância do respeito ao desenvolvimento biopsicosocial da criança, do adolescente e do jovem.
- Intermediar a criação de uma cultura de prevenção na unidade escolar e comunidade.

5. PÚBLICO ALVO

Escola e Comunidade.

6. METODOLOGIA

- Apresentação do programa “mestre” do NEP ao público alvo.
- Definição dos disseminadores e participantes efetivos do projeto.
- Com os disseminadores, elaborar sugestões de atividades para implantação do programa da unidade escolar.
- Elaboração de cronograma.
- Contato para firmar parcerias externas.
- Pesquisas em grupo para aprofundamento do tema.

7. RECURSOS

6.1 Recursos Humanos:
Parcerias com órgãos e instituições.

6.2 Recursos Financeiros:
Filantropia.

8. AVALIAÇÃO

A avaliação será contínua e sistemática, mediante processos de observação e registros, produçãodos alunos, participação efetiva e melhoria no desempenho escolar, como por exemplo: atitudes, conhecimentos, mobilização,...

CAPACITAÇÃO DE DISSEMINADORES DO NEP NA UNIDADE ESCOLAR


RELATÓRIO DE ATIVIDADES:


As atividades do projeto Capacitação de Disseminadores do NEP na unidade escolar, iniciaram no dia 21 de setembro de 2005 com uma reunião entre coordenação da escola, corpo técnico e docente, membros da APP, clube de mães e associação de moradores.
Neste primeiro encontro foi apresentado o projeto de capacitação do NEP, seus objetivos e, também definimos a estrutura do grupo de trabalho, apresentada da seguinte forma.

Inicialmente, a criação de parcerias e o estabelecimento da programação de atividades como segue:


*Obs.: As atividades do Grupo Arautos do Evangelho já haviam sido propostas à escola antes da apresentação do projeto do NEP. Devido à familiaridade do assunto e sua importância, incluímos o projeto Futuro e Vida do grupo Arautos do Evangelho na programação para divulgar o projeto NEP em nossa escola.

Os demais encontros (5 reuniões entre Coordenação técnica do projeto e demais participantes) aconteceram informalmente e em grupos de estudo menores. Durante estes encontros a Coordenação Técnica do Projeto repassou materiais sobre os assuntos abordados no projeto, proporcionando uma forma eficaz de debate, esclarecimento de dúvidas. Também durante estas reuniões, foram selecionados e elaborados materiais para a confecção do mural para o projeto.

RELATÓRIO DO ENCONTRO DO NEP – 05/04/06

Como acolhida, a Profª Nirma Elias Machado, coordenadora do projeto nesta Unidade Escolar, abriu o encontro com uma breve apresentação do que é o NEP (Núcleo de Educação e Prevenção), comentando sobre os diversos tipos de prevenção, não apenas as comumente citadas (saúde, drogas, Aids, etc).
O programa contribui também com valores éticos, morais e sociais. Em seguida, é lido também pela Profª Nirma uma mensagem escrita por volta de 1996, falando sobre a importância do diálogo entre pais e filhos. Cita um fato verídico em que uma criança que fazia parte de um grupo de escoteiros no Rio Grande do Sul, sentindo-se solitária, escreve uma carta para Deus, pedindo-lhe que o transformasse em televisor, para desta forma ter a atenção de todos.
O Diretor Hugues Brasilio Torres explicou a importância do Projeto Nep para a escola pois o trabalho conjunto de professores e pais irá ajudar alunos e pais a prevenir problemas, que se não solucionados, irão causar danos maiores na vida da criança, do adolescente e da família.
O palestrante convidado Professor Alex, que leciona no Ensino Médio (noturno) desta Unidade Escolar explanou sobre o tema: Relacionamento entre Pais e Filhos.
Iniciou com um questionamento sobre como é a nossa casa do ponto de vista espiritual. De que maneira são realizadas as orações e os diálogos com nossos filhos? Fazemos parte da família, ou nossa casa é apenas um hotel ou restaurante, onde não conhecemos um ao outro?
Falou também o palestrante sobre as funções da televisão atualmente torna-se um veiculo perigoso; devendo os pais ficar atentos à programação que seus filhos assistem.
Lembrou ainda que a família é e sempre será a maior instituição e que Deus é o nosso criador.
A Profª Nirma relatou que nossos filhos são nossos espelhos e nosso futuro. Por isso, no casamento deve haver uma relação de equilíbrio entre os dois seres que participam também da criação da humanidade e que os filhos devem formar um bom caráter desde cedo.
O Diretor Hugues retomou a palavra falando do sistema globalizado e neoliberal que nos confunde e nos leva ao consumismo e individualismo. Completou dizendo que as figuras paterna e materna são de extrema importância mesmo numa separação. Estruturar a família é o melhor meio de prevenir qualquer tipo de situação. Os pais devem auxiliar os filhos a fazer da adolescência um momento de busca e de estudo, garantindo um futuro harmonioso. O conhecimento portas para que todos possam fazer a sua história, preparando-se intelectual e espiritualmente. Finalizou dizendo que devemos nos tornar amigos de nossos filhos e procurar entende-los sempre.
As integrantes do Projeto NEP Laura Schroeder e esta relatora Marli Koerber agradeceram aos pais presentes, encerrando o primeiro encontro do corrente ano.

E.E.B. PROF. RUDOLFO MEYER

COORDENADORA DO PROGRAMA: NIRMA ELIAS MACHADO

RELATÓRIO NEPRE

TEMA: ALCOOLISMO

No dia 22/06/06 às 16:00 horas recebemos em nossa Unidade Escolar o Dr. Carlos Eliel Torres, médico (clinica geral), Professor de Anatomia, que apresentou palestra pelo Programa Prosa Unimed, com o tema Alcoolismo.
A sala de som e imagem estava repleta de alunos da 7ª e 8ª séries, além de professores e representantes da comunidade.
O palestrante iniciou com a pergunta: O alcoolismo é uma doença ou um vício? E continuou falando que é a porta de entrada para todos os perigos e outros vícios.
O alcoolismo é uma doença que afeta o indivíduo física e socialmente, abrangendo também a família, segundo dados da Organização Mundial da Saúde. Atinge a dez por cento da população adulta. Corrói o fígado e o cérebro, além de provocar lesões nos nervos; irritabilidade e tremores nas mãos.
As fases do alcoolismo são: euforia, excitação, confusão, estupor , terminando em coma alcoólico. No trabalho provoca baixa produtividade, atrasos, acidentes de trabalho, brigas, ciúmes, etc.
Por causa de sua dedicação e experiência (6 anos em prontos-socorro de praias e 12 anos em pronto socorro em Joinville), o Dr.Carlos alertou os estudantes sobre o perigo da bebida, principalmente na sua fase inicial.
Falou ainda que o alcoolismo é tratável, sendo cada pessoa diferente; por isso é necessário um reconhecimento individual. Podemos ajudar um alcoolista encarando-o com sinceridade e respeito; falando-lhe a verdade quando não estiver embriagado e encaminhando-o para um tratamento médico.
A seguir foram realizadas algumas perguntas sobre o tema.
A palestra foi encerrada após agradecimentos prestados pela equipe do NEPRE.


E.E.B. PROF. RUDOLFO MEYER

COORDENADORA DO PROGRAMA: NIRMA ELIAS MACHADO

RELATÓRIO NEPRE

TEMA: TABAGISMO


No dia 11/08/06 às 08:00 horas recebemos em nossa Unidade Escolar o Dr. Carlos Roberto Campos médico Cardiologista, que apresentou palestra pelo Programa Prosa Unimed, com o tema Tabagismo.
Os adolescentes acharam a palestra muito interessante, principalmente pelo conteúdo utilizado na mesma. Segundo os relatórios que eles fizeram, mais que nunca todos tem certeza do mal que o cigarro causa e se propuseram a levar todas as informações recebidas pelo palestrante doutor Campos, para toda comunidade. Esta palestra os incentivou a não cometer os mesmos erros que seus pais, vizinhos e amigos cometem.
Aprenderam que existem 1 bilhão e 800 milhões de fumantes no mundo e cerca de 2 milhões no Brasil. A maioria dos fumantes tem cerca de 10 a 19 anos.
Segundo o palestrante a pessoa que fuma tem mau hálito, perda dos dentes e os mesmos ficam amarelados, também seus pulmões são prejudicados, pois, ficam pretos e podres.
Como o cigarro à pessoa perde dinheiro, confiança, amor próprio, segurança e principalmente saúde. Perde também sua vida, pois, alguém que começou a fumar com 10 anos só vai parar aos 40 se tiver muita coragem e audácia além de uma vontade muito grande.
Os jovens e até mesmo os adultos são influenciados pro programas nos mais diferentes meios de comunicação, nos quais há incentivos ao tabagismo, por até mesmo personalidades de prestígio, assim aderem ao tabaco por puro exibicionismo.
Apesar de diversos apelos, o mercado brasileiro movimenta “milhões” com a venda de cigarros no país e o incentivo ao tabagismo, o que deveria ser proibido pelo governo.
E esse vício pode acabar com a sua vida, pois, experimentando o cigarro pela primeira vez fica preso a este consumo.
Outra coisa muito importante que ouvimos na palestra foi que as crianças são vítimas comuns porque uma criança que convive com um adulto fumante sofre tanto quanto ele. Além de que a fumaça do cigarro prejudica mais do que ele próprio.
Mas, existe uma chance!
Primeiro cabe a você ser valente e enfrentar a realidade, fazer exercícios, ter uma boa alimentação e procurar um médico, logo após você ter decidido parar de fumar, pois, ele irá te ajudar com remédios e assistência psicológica.
Ou então, ser vítima de perda de memória, impotência sexual, câncer no pulmão, na boca, na garganta, bronquite, perda das pernas ou sérios problemas de coração.
Fique ligado, pois, o cigarro é considerado um dos maiores problemas do mundo.




PROGRAMAÇÃO DO NEPRE 2007



PARCERIAS



EVENTO: NEPRE – Núcleo de Educação e Prevenção
TEMA: Tabagismo
PALESTRANTE: Dr. Celito Zootti
DATA: 30/05/07
HORÁRIO: 19:00HS ÀS 19:40HS.
LOCAL: Na própria escola.
RELATÓRIO

Dizem que fumar um cigarro nos dias de hoje é estar na moda. Além dos muitos usuários do tabaco com idade já um pouco avançada e conseqüentemente prejudicada, esta é uma questão concentrada com muita evidência na vida dos adolescentes e jovens, e é ai que mora o grande câncer da consciência e responsabilidade,quase que incurável, no que se refere ao combate e busca de solução para os vários e fatais males que o (a) fumante proporciona a todos os seres vivos do planeta, adoecendo, aniquilando, empobrecendo e matando rapidamente, ou aos poucos, e com muito sofrimento, especialmente o meio ambiente o meio ambiente, que já está muito descontrolado, inclusive chorando e morrendo aos poucos.
No Brasil os fumantes são de 33 a 35% da população e no mundo é em torno de 25%. A maioria começa a fumar na sua adolescência, chegando a se ter muitas crianças com 8 ou 9 anos com cigarro na boca. São muitos os viciados que chegam a fumar 5 ou mais cigarros por hora. O cigarro contém nicotina, que causa dependência física e psicológica, como também é o maior causador de câncer do mundo.
As pessoas começam a fumar por influencias de parentes, amigos, ou até por curiosidade. Entre 10 pessoas que começam a fumar 1 consegue parar e a cada 2 que fumam 1 morre por doença do vicio.
A pessoa fumante perde o paladar, sente menos fome, contrai câncer na boca, na laringe e no pulmão, anda quase sempre tossindo, fica com os dentes amarelados, perde a potencia sexual e o poder de raciocínio, sem contar o mau hálito, a irritação Por causa da fumaça, reflexos lentos, respiração ofegante, pele áspera e pouca disposição.
O problema mais sério está no fumante passivo, que é aquele que não fuma mais freqüenta o mesmo ambiente do fumante, este é prejudicado em dobro.
O cigarro é tão venenoso para viciar, que ao querer se livrar dele os dependentes ficam com a boca seca, nervosos, anciosos, stressados, impacientes, etc... São mais de 4000 substâncias químicas atuando no cérebro e em todo o corpo.
No Brasil o cigarro mata mais que 50mil pessoas por ano; destas, 90% são de câncer do pulmão, 30% são de todos os outros tipos de câncer e o restante é por doenças cardiovasculares.
Vale a pena se esforçar em parar de fuma, pois a recompensa chega logo, vejamos: ao parar de fumar, no dia seguinte já se sente a diferença; 1 ano depois as chances de contrair câncer cai pela metade; 5 anos depois sua pressão cardíaca é igual a de um não fumante.tudo isto sem contar o diferencial do sabor na alimentação, no diálogo com as pessoas e no respeito de modo especial com o meio ambiente.
Vale a pena tentar parar de fumar, pois o tabagismo resulta numa perda de 220 bilhões de dólares por ano, em função de gastos com mortes prematuras, adoecimentos e internações prolongadas, incapacitação física permanente, aposentadorias precoces e muita faltas aos seus respectivos trabalhos. Todo este dinheiro poderia e deve ser usado, caso mude a mentalidade dos fumantes, em outras coisas tão necessárias no mundo todo como: alimentação, educação e moradia aos pobres, que não são poucos nos dias de hoje.
É importante refletir sobre o pequeno trecho da aluna Eveline do 2º 01 do ensino Médio, que no final de seu relatório ao assistir a palestra do Dr. Celito descreveu:
Um dia, passando por uma rua e do meu lado estava um senhor e seu filhinho de mais ou menos 7 anos. Ao passarmos por uma padaria e o menino gritou: Pai, Pai, compra uma bolacha para mim! Não! Gritou o pai, tenho só 2 reais para comprar cigarro.

EVENTO: NEPRE – Núcleo de Educação e Prevenção
TEMA: DSTs
PALESTRANTE: Dr. Celito Zootti
DATA: 29/08/07
HORÁRIO: 19:00HS ÀS 19:40HS.
LOCAL: Na própria escola.
RELATÓRIO


Levando em consideração a transversalidade do tema DSTs, é de suma importância a participação e realização de palestras e atividades que abordam o tema de maneira simples, quebrando tabus, freqüentes quando se abre a discussão de um tema tão amplo e abrangente.
É notável que em uma Instituição de Ensino, comprometida com a formação de seus educandos, possamos contar como no momento, com um projeto de amplitude social tal como o NEPRE, atuante em nossa Unidade Escolar.
Através das vastas programações do projeto ao longo do tempo, podemos ter noções de diversos temas, por meio de palestras, fóruns, murais informativos, etc..., mas nenhum tema foi tão bem aceito e compreendido como as Doenças Sexualmente Transmissíveis, já que este tema é de abordagem geral, pois como foi retratado durante a palestra requer conhecimentos sobre a própria fisiologia do sujeito; particularidades do organismo e do sistema genital de cada indivíduo; e noções sobre os tipos, sintomas e tratamento das diversas DSTs. Tomando nota de tais preceitos é evidente que as exemplificações utilizadas na palestra é maduramente percebida pelo público-alvo, é claro que não se pode esquecer da experiência e da facilidade do palestrante Dr. Celito Zoltis., em repassar as diretrizes, exemplificações (imagens) e noções e conscientização para a prevenção, através dos métodos e preservativos.
Concluindo, a palestra foi de grane rendimento para o enriquecimento do conhecimento sobre as particularidades das doenças Sexualmente Transmissíveis.


06 novembro 2007

Relatórios: EEB Annes Gualberto

ESTADO DE SANTA CATARINA
SECRETARIA DO ESTADO DE EDUCAÇÃO
23ª GERÊNCIA REGIONAL DE EDUCAÇÃO - JOINVILLE
EEB ENGENHEIRO ANNES GUALBERTO
SÃO FRANCISCO DO SUL, SC 89240-000
RUA FRANCISCO MASCARENHAS, 2552
FONE/FAX: (47) 3444 0117
e-mail:
eebagualbertosfs@sed.rct-sc.br


Relatório das atividades do Nepre desenvolvidas nessa Unidade Escolar no ano de 2007.

Durante o primeiro bimestre foi trabalhado com os alunos da 7ª série o tema DST. E para que pudesse haver uma melhor explanação sobre o assunto, foram convidados profissionais da Secretaria Municipal de Saúde. Fotos em anexo.




Relatório das atividades do Nepre desenvolvidas nessa Unidade Escolar no ano de 2006.

No período de 29 de maio a 02 de junho, os professores trabalharam com os alunos o tema “Tabagismo”, conscientizando-os sobre os males do uso do cigarro. Assim, foram confeccionados cartazes pelos alunos e expostos no pátio, conforme figuras em anexo.


Atividade: EEB Nereu Ramos

EEB NEREU RAMOS
NEPRE

A EEB Nereu Ramos no dia 30 e 31 de outubro trabalhou o projeto NEPRE com a palestra “DROGAS e AIDS”

05 novembro 2007

Relatório: EEB Osvaldo Aranha

ESTADO DE SANTA CATARINA
SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO
ESCOLA DE EDUCAÇÃO BÁSICA “OSVALDO ARANHA”
Rua: Lindóia, nº 103 – Glória - CEP: 89216-300 - Fone (047) 3453-1940
E-mail – eebosvaldoaranha@sed.sc.gov.br

Responsável pelo NEPRE: Regina C.L de Paula – pedagoga – 3453-1940 – eebosvaldoaranha@sed.sc.gov.br - relatório 1º bimestre já enviado.

RELATÓRIO – NEPRE maio a setembro/2007

Esse projeto é desenvolvido durante todo o ano letivo de 2007:

MURAIS
São utilizados murais e cartazes contendo informações gerais: prevenção contra doenças/educação sexual e folder de campanhas de saúde pública.
Os murais são atualizados periodicamente pelos alunos e assistente técnico, e ficam á vista de todos.


ATENDIMENTO PSICOLÓGICO
Seis acadêmicos do curso de Psicologia da Associação Catarinense de Ensino desenvolvem um projeto durante o ano, sobre prevenção e educação sexual.
Há também o acompanhamento para diagnosticar possíveis problemas de ordem psicológica e emocional, após a consulta, os alunos são encaminhados para o tratamento individual feito pelos acadêmicos.
Esse trabalho conta com o apoio da faculdade, dos acadêmicos da escola, dos alunos e dos pais.



31 DE MAIO - TRABALHO: REDAÇÃO, ACRÓSTICO E CARTAZES.
TEMA: TABAGISMO.
TURMAS: 5ª A 8ª SÉRIE DO ENSINO FUNDAMENTAL
PROFESSORA: MARLENE - DISCIPLINA: LÍNGUA PORTUGUESA
Os alunos organizaram-se em grupos e elaboraram várias formas de trabalhos para falar sobre o combate ao tabagismo – doenças causadas pelo fumo e os riscos dos fumantes passivos.
Foram confeccionados cartazes, redigido textos e acrósticos com o objetivo de alertar e prevenir contra o tabagismo, conscientizando os alunos para que estes repassem seus conhecimentos para a família amigos e comunidade.

EXPOSIÇÃO DE CARTAZES – TEMA: MEU OLHAR SOBRE O MEIO AMBIENTE
SÉRIE 8ª - E.F. - PROFESSORA: MARIA ANGELA - DISCIPLINA: CIÊNCIAS

Orientados pela professora, os alunos da 8ª série do Ensino Fundamental, elaboraram cartazes em que expunham sua visão sobre o que está ocorrendo no meio ambiente. Cada um expressou “seu olhar”: desmatamento, queimadas, florestas preservadas – havia denúncia, indignação e a necessidade de manter o meio ambiente longe da ação destrutiva do homem.
Os cartazes foram confeccionados por equipes que desenharam a forma de como o planeta está sendo (mal) tratado.
Esse trabalho trouxe aos alunos expositores e aos observadores dos cartazes conscientização e reflexão sobre o tema proposto.


DATA: 2° BIMESTRE
PROJETO: RECICLAGEM – PRESERVAÇÃO DO MEIO AMBIENTE
TURMAS: ENSINO FUNDAMENTAL
DISCIPLINA: EDUCAÇÃO FÍSICA - PROFESSORA: DANIELA

Os alunos usaram matéria prima reciclável para confeccionar materiais destinados a pratica de atletismo.
Este projeto mostrou aos alunos a importância da prevenção e preservação do meio ambiente, a criatividade de cada um e o empenho em criar objetos do uso cotidiano no esporte através de materiais que iriam para o lixo.



DATA: AGOSTO / SETEMBRO
TEMA: CORRA QUE A POLÍCIA VEM AI – COMPORTAMENTO, CARÁTER, QUESTÕES DE SEGURANÇA, DIREITOS E DEVERES.
PALESTRANTE: SOLDADO ROLF WOLFGANG HENDL – POL. MILITAR
TURMAS: ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO.

A Diretora Márcia Romana do Nascimento fez a abertura e apresentação da palestra e do palestrante. A Diretora falou sobre a indisciplina e suas conseqüências: dificuldades na aprendizagem e notas baixas, propôs alternativas para solucioná-las: assiduidade, pontualidade, interesse, estudo e respeito.
O soldado Rolf é Policial Comunitário e falou sobre sua atuação nas escolas e comunidades, seu objetivo é conscientizar crianças, adolescentes, pais e professores dos seus direitos e deveres legais. Para explicar, ele usou didaticamente uma fórmula: Os Quatros Efes.
- Família – reflete na escola
- Família – busca da responsabilidade
- Família – apreciação do que é positivo.
- Família – forma o caráter e a personalidade
Ele falou dos sonhos de cada um e da forma correta de realizá-los. Honestidade, sinceridade, senso de justiça, zelo, respeito e responsabilidade: o caminho para realização dos sonhos e da felicidade.
Força – força de vontade nos estudos, na vida, no trabalho, nas amizades.
Fé – auto valorizar-se,
- Acreditar em si, cuidar com o que diz e com que faz.
- Respeitar a família, os professores os colegas e as instituições.
- Ter princípios, ética e palavra.
- Olhar no espelho e se ver
Felicidade - Ter prazer em tudo o que faz e vive
- Saber escolher suas amizades e namoros
- Cada um tem a sua missão
O soldado citou exemplos de famílias desestruturadas e jovens que se envolvem com as drogas e o crime: o caso Suzane Von Richthofen e crianças abandonadas que se prostituem e se drogam, falou do direito de ir e vir – desde que não esteja causando danos à sociedade, da falta de respeito às pessoas, as instituições, ao patrimônio público e privado, do relacionamento na escola: linguagem inadequada, má-educação, indisciplina, brincadeiras estúpidas, violência, falta de sinceridade, o fato de: não pedir desculpas, licença, por favor, e não agradecer - citou duas personalidades: Jesus Cristo e Gandhi e orientou sobre Estatuto da Criança e do Adolescente - suas normas, direitos e principalmente deveres e formas de punição via judicial.



DATA: 06 DE SETEMBRO
VISITA: ACAMPAMENTO DO MST SITIO DO SR. ANGLO NA ESTRADA BONITA A ESTAÇÃO DE TRATAMENTO DE ÁGUA NO QUIRIRI.
DISCIPLINA: CIÊNCIAS, GEOGRAFIA E LÍNGUA PORTUGUESA.
PROFESSORES: MARIA ÂNGELA, MARCELINO E MARLENE.
TURMA: 5ª SÉRIE DO ENSINO FUNDAMENTAL

A visita teve como objetivo conscientizar os alunos da importância da preservação da água. A estação do Quiriri trata a água que abastece parte da cidade, os cuidados com o reservatório e o trabalho diário dos técnicos – o sitio do Sr. Anglo na Estrada Bonita onde há o tratamento doméstico de água e esgoto – e ao acampamento do Movimento dos Trabalhadores sem Terra – MST – onde os alunos conheceram o projeto de reforma agrária e suas vantagens para as famílias que cultivam a terra em forma de cooperativa, essa iniciativa deu aos alunos uma idéia positiva do Movimento,



SETEMBRO - TEMA: PESQUISA SOBRE O USO E ABUSO DA INTERNET
TURMAS: ENSINO MÉDIO MATUTINO
AUTOR: CARLOS – ESTUDANTE DO 4° ANO DE MEDICINA NA UNIVILLE


Através de um formulário de perguntas de múltipla escolha os alunos registraram suas opiniões sobre o uso da internet. O estudo visa detectar os graus de dependência apresentados pelos adolescentes das escolas públicas e privadas: sites consultados, tempo gasto, orkut, messenger, pesquisa e outros serviços oferecidos pelos mais variados sites nacionais e internacionais, o livre acesso e a orientação de pais e responsáveis. O pesquisador explicou a preocupação de profissionais de diversas áreas e de pais e professores em relação ao uso indiscriminado da internet.



AGOSTO - TEMA: IMPORTÂNCIA DA ATIVIDADE FÍSICA SOBRE OS FATORES DE RISCO PARA O DESENVOLVIMENTO DE DOENÇAS CARDIOVASCULARES EM ADOLESCENTES – PESQUISA DA UNIVILLE SOBRE NUTRIÇÃO.
AUTORES: PROFESSOR MARCO E PROFESSORA MESTRA SILMARA.
TURMAS: ENSINO MÉDIO

O objetivo dessa pesquisa é avaliar o efeito protetor da atividade física sobre fatores de risco para o desenvolvimento de doenças cardiovasculares em adolescentes. As informações irão contribuir significamente no desenvolvimento de projetos de políticas publicas de saúde voltada à redução prevenção de doenças crônicas não transmissíveis.
Nesse tipo de trabalho evidencia-se a sinceridade e a responsabilidade nas respostas, além de trazer aos adolescentes o conhecimento necessário para zelar pelo próprio corpo.



DATA: 14 E 15 DE SETEMBRO - TEMA: SAÚDE
PROJETO: MARATONA DA SAÚDE
LOCAL: GINÁSIO DE ESPORTES
TURMAS: ENSINO FUNDAMENTAL E ENSINO MÉDIO
DISCIPLINAS: TODAS

Abertura da Maratona da Saúde com apresentações artísticas dos alunos e de convidados especiais.
Entre as atrações: dança do clube da terceira idade, grupo de tai – chi- chuan, cantores, danças folclóricas.
O objetivo era integrar a escola e a comunidade na conscientização de uma vida mais saudável, passeio em família, conhecer os projetos desenvolvidos pela escola e a participação de alunos e professores nesses projetos.
Na entrada havia exposições de quadros pintados pelos alunos:
Pesquisa artística
Tema: Alinhamento Técnica: Pintura em tela
Turmas: 2°s anos do Ensino Médio Professora: Isabel

Leitura das obras do artista arcimboldo
Tema: Alimentos Turmas: 2°s anos do Ensino Médio
Técnica: papel sulfite e lápis de cor Professora: Isabel Disciplina: Artes

Painel contra o Tabagismo
Fotografias ampliadas da carteira de cigarros onde há pessoas com doenças crônicas causadas pelo tabagismo.
Dicas de saúde: exercícios físicos, boa alimentação e preservação do meio ambiente.

Programação 15 de Setembro
Visita aos stands montados pelas turmas do ensino fundamental e ensino médio cada turma foi responsável pela pesquisa, organização, criação e montagem de um stand com a temática sobre a saúde e o meio ambiente.

Ensino Fundamental
5ª série – ATLETISMO E CICLISMO – marcha atlética, nado, corrida, arremesso, caminhada.
- confecção de objetos para esportes com material reciclável – cartazes - palestras dos alunos.

6ª série –ESPORTES RADICAIS: Surf, Rali, Bringjump, Rafting, Skate, Artes Marciais, Escalada, Montain Bike, Motocros, Paraquedismo.
- Vídeo – Cartazes - Objetos para a prática dos esportes citados - Palestra dos alunos.

7ª série – BOLÃO: cartazes – objetos - palestra dos alunos.

8ª série – JOGOS DE MESA: xadrez, tênis de mesa, damas, dominó, petolim, pif, sinuca, vinte e um.
- Apresentação de cada jogo e suas regras – Cartazes - Palestra dos alunos.

Ensino Médio
1° ano 1 – AQUECIMENTO GLOBAL: - causas e efeitos – maquetes/simulações – cartazes - palestra dos alunos – vídeos – mapas.

1° ano 2 – POLUIÇÃO DO AR: - causas e efeitos – maquetes/simulações – cartazes - palestra dos alunos – vídeo – mapas.

1° ano 3 – ÁGUA: - maquete explicativa sobre captação e tratamento de água - qualidade da água em Joinville – doenças – cartazes - palestra dos alunos.

1° ano 4 – DESMATAMENTO: - causas e efeitos – cartazes - palestra dos alunos.

1° ano 5 –LIXO: - reciclagem – composto – reaproveitamento – agrotóxicos – cartazes - maquetes explicativas - palestra dos alunos.

2° ano 1- MEDICINA ALTERNATIVA: - yoga, aurícula e acupuntura – cartazes - atuação e posição das agulhas no corpo - agulhas usadas na pratica da acupuntura - palestra dos alunos - ilustrações do corpo humano e seus pontos vitais.
2° ano 2 – MASSOTERAPIA: - massagem linfática - montagem de um consultório, modelo com profissionais aplicando massagem e dando explicações ao público. Cartazes, objetos para auto massagem, palestra dos alunos e especialistas, reflexologia.

2° ano 3 – POLUIÇÃO SONORA: - causas e efeitos – musicoterapia/benefícios – cartazes – demonstrações - palestra dos alunos.

2° ano 4 – PLANTAS MEDICINAIS: - fitoterapia - uso de plantas - ervas medicinais – vasos e fotografias - chás para degustação – cartazes - palestra dos alunos.

3° anos – ALIMENTAÇÃO: - avaliação física do publico - aparelhos para medir a pressão arterial e batimentos cardíacos – esteira – cartazes - palestra dos alunos.

Nesse projeto tivemos a participação da comunidade, a pesquisa e o empenho de alunos e professores, a concorrência saudável e omistosa entre as turmas o respeito mutuo, a conscientização a responsabilidade pelo trabalho apresentado, o zelo e a cidadania nos cuidados da saúde de si e dos outros.


Joinville, 22 de outubro de 2007.


Márcia Romana do Nascimento - Diretora
Pesquisa personalizada