Pesquisa personalizada

OUÇA TEMAS DA BÍBLIA AGORA:

REALIZE UMA CAPACITAÇÃO, PALESTRA OU OFICINA SOBRE INDISCIPLINA, BULLYING E ATO INFRACIONAL:

Pesquisa personalizada

29 outubro 2007

Vítimas do álcool e das drogas

Jovem morre em festa rave, vítima de overdose de álcool e drogas:

Um grupo de 18 freqüentadores de uma festa que reuniu 10 mil pessoas em Itaboraí, continua internado no Hospital Estadual Prefeito João Batista Caffaro, no município. Entre eles, um jovem de 17 anos, já chegou ao pronto-socorro em coma e, de acordo com o diretor da unidade, Marcelo Bagueira, morreu em conseqüência de uma parada cardiorespiratória. A festa rave, denominada Tribe, foi realizada na Happy Land Diversões. Outro freqüentador do evento, de 21 anos, permanece em coma no CTI.
O uso de drogas e álcool é a principal causa dos atendimentos, segundo assessores da secretaria estadual de Saúde. A maioria dos atendidos era do sexo masculino, indo até a faixa etária de 31 anos. Ainda segundo o médico Bagueira, o menor morto usava uma carteira falsa de estudante de medicina da UFRJ para entrar na festa, proibida para menores de 18 anos.
Permanecem internados, em estado grave, Benjamin Gonçalves, de 21 anos, em coma, no CTI. Ele respira com a ajuda de aparelhos. Felipe Sandemberg Antunes, de 19 anos, foi transferido durante a madrugada para o Hospital de Clínicas de Niterói. Ele foi atropelado por um caminhão na tarde de domingo, logo após sair da festa, e sofreu traumatismo craniano leve e fratura na clavícula. Seu estado de saúde é estável.
Delegado da 71ª DP (Itaboraí), o policial Antônio Ricardo deverá receber, ainda essa semana, o resultado de um exame toxicológico a ser realizado no corpo do rapaz morto. Nesta segunda-feira, prestaram depoimento em juízo os organizadores, o chefe de segurança da festa e o médico que atendeu o adolescente.
Outra vítima da festa foi o médico Raphael dos Santos Maia, de 26 anos. Ele morreu, no domingo, após deixar o local do evento e colidir com seu Peugeot 307 na traseira de um ônibus na BR-101, na altura de São Gonçalo. O corpo será enterrado nesta segunda no Cemitério de Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense. (Fonte: Correio do Brasil)

23 outubro 2007

Comunicação Interna 239


Igreja e AIDS

Igreja atrapalha combate à Aids na AL, diz ONU:


O aumento no número de casos de Aids nos países da América Latina pode ser atribuído, pelo menos em parte, à forte influência da Igreja Católica nas nações do continente. A posição foi defendida na segunda-feira por um dos chefes do programa de combate à doença da Organização das Nações Unidas (ONU). Há cerca de 1,7 milhão de pessoas com Aids ou o vírus HIV nos países latino-americanos, informa a organização. "O uso dos preservativos foi demonizado na América Latina. Se eles fossem usados em todas as relações sexuais, é claro que a epidemia estaria resolvida nessa região", disse Alberto Stella, coordenador do Unaids em Honduras, Nicarágua e Costa Rica. Conforme ele, a epidemia cresce rapidamente na região: em 2006, foram 410.000 novos casos -- salto considerável em relação aos 320.000 novos casos registrados em 2004. "O fato de jovens latino-americanos iniciarem suas vidas sexuais entre os 15 e 19 anos sem educação sexual também contribui para a epidemia. A abstinência não está funcionando", ressaltou Stella, em referência à política da Igreja de pedir que os jovens não pratiquem sexo antes do casamento. Apesar de ser a maior nação católica do continente, o Brasil distribui preservativos gratuitamente para combater o contágio do HIV. (Fonte: Veja.com)

22 outubro 2007

Relatório: EEB Osvaldo Aranha

ESTADO DE SANTA CATARINA
SECRETARIA DE ESTADO DO DESENVOLVIMENTO REGIONAL
GERÊNCIA DA EDUCAÇÃO
ESCOLA DE EDUCAÇÃO BÁSICA “OSVALDO ARANHA”
Rua: Lindóia, nº 103 – Glória - CEP: 89216-300
Fone (047) 3453-1940

31 DE MAIO - TRABALHO: REDAÇÃO, ACRÓSTICO E CARTAZES.
TEMA: TABAGISMO.
TURMAS: 5ª A 8ª SÉRIE DO ENSINO FUNDAMENTAL
PROFESSORA: MARLENE
DISCIPLINA: LÍNGUA PORTUGUESA
Os alunos organizaram-se em grupos e elaboraram várias formas de trabalhos para falar sobre o combate ao tabagismo – doenças causadas pelo fumo e os riscos dos fumantes passivos.
Foram confeccionados cartazes, redigido textos e acrósticos com o objetivo de alertar e prevenir contra o tabagismo, conscientizando os alunos para que estes repassem seus conhecimentos para a família amigos e comunidade.
Os pilares do Caráter Conta fazem-se presente no respeito, na responsabilidade e na cidadania no que tange a saúde e o bom estar de todos.
AGOSTO - TEMA: IMPORTÂNCIA DA ATIVIDADE FÍSICA SOBRE OS FATORES DE RISCO PARA O DESENVOLVIMENTO DE DOENÇAS CARDIOVASCULARES EM ADOLESCENTES – PESQUISA DA UNIVILLE SOBRE NUTRIÇÃO.
AUTORES: PROFESSOR MARCO E PROFESSORA MESTRA SILMARA.
TURMAS: ENSINO MÉDIO
O objetivo dessa pesquisa é avaliar o efeito protetor da atividade física sobre fatores de risco para o desenvolvimento de doenças cardiovasculares em adolescentes. As informações irão contribuir significamente no desenvolvimento de projetos de políticas publicas de saúde voltada à redução prevenção de doenças crônicas não transmissíveis.Nesse tipo de trabalho evidencia-se a sinceridade e a responsabilidade nas respostas, além de trazer aos adolescentes o conhecimento necessário para zelar pelo próprio corpo.
DATA: 14 E 15 DE SETEMBRO - TEMA: SAÚDEPROJETO: MARATONA DA SAÚDELOCAL: GINÁSIO DE ESPORTESTURMAS: ENSINO FUNDAMENTAL E ENSINO MÉDIODISCIPLINAS: TODAS
Abertura da Maratona da Saúde com apresentações artísticas dos alunos e de convidados especiais.Entre as atrações: dança do clube da terceira idade, grupo de tai – chi- chuan, cantores, danças folclóricas.O objetivo era integrar a escola e a comunidade na conscientização de uma vida mais saudável, passeio em família, conhecer os projetos desenvolvidos pela escola e a participação de alunos e professores nesses projetos.Na entrada havia exposições de quadros pintados pelos alunos:Pesquisa artísticaTema: AlinhamentoTécnica: Pintura em telaTurmas: 2°s anos do Ensino MédioProfessora: IsabelLeitura das obras do artista arcimboldoTema: AlimentosTurmas: 2°s anos do Ensino MédioTécnica: papel sulfite e lápis de corProfessora: IsabelDisciplina: ArtesPainel contra o TabagismoFotografias ampliadas da carteira de cigarros onde há pessoas com doenças crônicas causadas pelo tabagismo.Dicas de saúde: exercícios físicos, boa alimentação e preservação do meio ambiente.Programação 15 de SetembroVisita aos stands montados pelas turmas do ensino fundamental e ensino médio cada turma foi responsável pela pesquisa, organização, criação e montagem de um stand com a temática sobre a saúde e o meio ambiente.Ensino Fundamental5ª série – ATLETISMO E CICLISMO – marcha atlética, nado, corrida, arremesso, caminhada.- confecção de objetos para esportes com material reciclável – cartazes - palestras dos alunos.6ª série –ESPORTES RADICAIS: Surf, Rali, Bringjump, Rafting, Skate, Artes Marciais, Escalada, Montain Bike, Motocros, Paraquedismo.- Vídeo – Cartazes - Objetos para a prática dos esportes citados - Palestra dos alunos.7ª série – BOLÃO: cartazes – objetos - palestra dos alunos.8ª série – JOGOS DE MESA: xadrez, tênis de mesa, damas, dominó, petolim, pif, sinuca, vinte e um.- Apresentação de cada jogo e suas regras – Cartazes - Palestra dos alunos.Ensino Médio1° ano 1 – AQUECIMENTO GLOBAL: - causas e efeitos – maquetes/simulações – cartazes - palestra dos alunos – vídeos – mapas.1° ano 2 – OLUIÇÃO DO AR: - causas e efeitos – maquetes/simulações – cartazes - palestra dos alunos – vídeo – mapas.1° ano 3 – ÁGUA: - maquete explicativa sobre captação e tratamento de água - qualidade da água em Joinville – doenças – cartazes - palestra dos alunos.1° ano 4 – DESMATAMENTO: - causas e efeitos – cartazes - palestra dos alunos.1° ano 5 –LIXO: - reciclagem – composto – reaproveitamento – agrotóxicos – cartazes - maquetes explicativas - palestra dos alunos.2° ano 1- MEDICINA ALTERNATIVA: - yoga, aurícula e acupuntura – cartazes - atuação e posição das agulhas no corpo - agulhas usadas na pratica da acupuntura - palestra dos alunos - ilustrações do corpo humano e seus pontos vitais.2° ano 2 – MASSOTERAPIA: - massagem linfática - montagem de um consultório, modelo com profissionais aplicando massagem e dando explicações ao público. Cartazes, objetos para auto massagem, palestra dos alunos e especialistas, reflexologia.2° ano 3 – POLUIÇÃO SONORA: - causas e efeitos – musicoterapia/benefícios – cartazes – demonstrações - palestra dos alunos.2° ano 4 – PLANTAS MEDICINAIS: - fitoterapia - uso de plantas - ervas medicinais – vasos e fotografias - chás para degustação – cartazes - palestra dos alunos.3° anos – ALIMENTAÇÃO: - avaliação física do publico - aparelhos para medir a pressão arterial e batimentos cardíacos – esteira – cartazes - palestra dos alunos.Nesse projeto aplica os seis pilares do caráter conta, a participação da comunidade, a pesquisa e o empenho de alunos e professores, a concorrência saudável e omistosa entre as turmas o respeito mutuo, a conscientização a responsabilidade pelo trabalho apresentado, o zelo e a cidadania nos cuidados da saúde de si e dos outros.

Márcia Romana do Nascimento - Diretora

18 outubro 2007

Vítimas das drogas lícitas e ilícitas

Drogas, cigarros e álcool estão no dia-a-dia de jovens nos EUA
Um flagrante em um dia normal na vida dos adolescentes norte-americanos mostra que centenas de milhares deles estão fumando, bebendo ou consumindo substâncias proibidas, segundo um relatório do governo federal.
A cada dia, quase 1,2 milhão de adolescentes dos EUA fumam cigarros, 631 mil bebem álcool e 586 mil consomem maconha, segundo a Administração de Abuso de Substâncias e Serviços de Saúde Mental.
Também foram registrados em um único dia 50 mil usuários de inalantes, 27 mil de alucinógenos, 13 mil de cocaína e 3.800 de heroína, de acordo com o estudo.
"Nos Estados Unidos, em 2006, um terço dos adolescentes de 12 a 17 anos bebeu álcool, um quinto usou uma droga ilícita e um sexto fumou", diz o relatório, baseado em várias pesquisas, principalmente no Levantamento Nacional de Uso de Drogas, que faz entrevistas aprofundadas com mais de 60 mil pessoas.
O estudo concluiu que o percentual de jovens usando álcool e drogas caiu de 2002 para 2006, mas as autoridades não se sentem tranquilas.
"Enquanto outros estudos demonstraram que foram feitos progressos significativos na redução dos níveis de abuso de substâncias entre os jovens nos últimos anos, este relatório mostra que muitos jovens ainda estão aderindo a comportamentos de risco", disse Terry Cline, chefe do departamento responsável pelo estudo, em nota.
"Ao esmiuçar os dados e analisá-los numa base cotidiana, recebemos uma nova perspectiva sobre como o abuso de substâncias permeia as vidas de muitos jovens e suas famílias."
O relatório também tentou quantificar quantos adolescentes de 12 a 17 anos experimentam substâncias legais ou não pela primeira vez em um dia comum. A saber:
- 8.000 adolescentes bebem álcool pela primeira vez;
- 4.300 adolescentes usam uma droga ilícita pela primeira vez;
- 4.000 fumam cigarros pela primeira vez;
- 3.600 fumam maconha pela primeira vez;
- 2.500 usam analgésicos de forma abusiva pela primeira vez.
Mais de 76 mil crianças e adolescentes fazem tratamento ambulatorial contra abusos de álcool e drogas, segundo o relatório, e 10 mil estão em tratamento residencial extra-hospitalar.

05 outubro 2007

Efeitos do álcool no cérebro feminino


Álcool prejudica cérebro feminino mais rápido do que masculino

O álcool causa danos ao cérebro das mulheres mais rapidamente do que ao dos homens, de acordo com um estudo realizado na Rússia e cujos resultados foram publicados nos Estados Unidos.

Pesquisas anteriores já haviam demonstrado que o álcool prejudica mais rapidamente o fígado e o coração das mulheres do que dos homens, mesmo com um consumo menor, lembram os autores dessa pesquisa publicada na edição de maio do periódico "Alcoholism: Clinical and Experimental Research".

Para comparar os efeitos da bebida, 102 alcoólatras (78 homens e 24 mulheres) entre 18 e 40 anos foram submetidos a uma bateria de exames para avaliar suas funções mentais. Um grupo de controle de 68 homens e mulheres que não eram alcoólatras fez os mesmos testes.

Antes de começar o estudo, todas as pessoas dependentes do álcool tiveram de ficar sem beber de três a quatro semanas.

O rendimento das mulheres alcoólatras foi pior nos exames de memória visual, de raciocínio e solução de problemas.

O organismo feminino metaboliza o álcool de maneira diferente do masculino para um peso equivalente, explicou a doutora Barbara Flannery, do centro de pesquisas RTI International, em Baltimore (Maryland, leste dos EUA), principal responsável por esse trabalho.

Uma das razões sugeridas é que as mulheres têm menos água no corpo, o que permite aos homens diluir melhor os efeitos do álcool. (France Presse)
Pesquisa personalizada