Pesquisa personalizada

OUÇA TEMAS DA BÍBLIA AGORA:

REALIZE UMA CAPACITAÇÃO, PALESTRA OU OFICINA SOBRE INDISCIPLINA, BULLYING E ATO INFRACIONAL:

Pesquisa personalizada

21 fevereiro 2007

PROJETO SAÚDE E PREVENÇÃO NAS ESCOLAS


MOBILIZAÇÃO DE ADOLESCENTES E JOVENS PARA TESTAGEM



Prezados (as) Grupos Gestores,


No próximo mês de março, o UNICEF, o Ministério da Saúde, o Ministério da Educação e a UNESCO iniciarão a distribuição do kit “EU PRECISO FAZER O TESTE DO HIV/AIDS?” em 270 escolas do ensino médio no Brasil.Esse kit compõe a série de materiais do projeto Saúde e Prevenção nas Escolas (SPE) e tem como objetivo socializar a informação e mobilizar adolescentes e jovens do ensino médio para a prevenção da infecção pelo HIV e da aids, inclusive para a busca voluntária pela testagem anti-HIV.Desenvolvido por consultores/as especializados/as e testado com a participação de mais de dois mil adolescentes, profissionais da saúde e da educação, o material pode ser utilizado como recurso didático nas salas de aula ou mesmo em atividades de formação realizadas por adolescentes e jovens, pois foi todo concebido numa linguagem e design apropriado a eles.Esse kit é constituído de uma oficina pedagógica denominada "árvore do prazer"; um questionário com contagem de pontos que permite ao/a adolescente analisar sua vulnerabilidade ao HIV e refletir sobre a necessidade de buscar orientação para fazer o teste anti-HIV; e um DVD com spots informativos e debates sobre temas relacionados à sexualidade, às DST e à aids, produzidos e cedidos pelo canal de televisão MTV.A indicação das primeiras 270 escolas a receberem o kit será feita pelos Grupos Gestores Estaduais do projeto Saúde e Prevenção nas Escolas, devendo estar localizadas em dois municípios do estado. Em cada município, cinco escolas deverão ser indicadas para receberem os kits. No total, dez escolas de cada um dos estados brasileiros receberão o material.Espera-se que a distribuição e utilização do kit no âmbito destas escolas incentivem os adolescentes e jovens a buscarem os serviços de oferta gratuita do teste anti-HIV. Por esse motivo, é fundamental que sejam indicados também pelos Grupos Gestores os serviços de testagem e aconselhamento de referência na região das escolas selecionadas, para os quais os adolescentes e jovens possam ser encaminhados.Assim, os critérios para a seleção dos municípios e das escolas são:Deverão ser indicadas escolas que realizem ações no campo da saúde sexual e da saúde reprodutiva, com foco na prevenção das DST/Aids;Município 1: município com serviços de diagnóstico já implantados e nos quais os jovens possam ter fácil acesso ao teste e ao seu resultado. É importante que os grupos considerem: (1) que a distância entre as escolas e os serviços deverá ser a menor possível; (2) que os serviços de testagem indicados tenham capacidade para entrega de resultados no menor tempo possível (máximo de 30 dias); (3) que os serviços estejam preparados para acolher os jovens e adolescentes que buscarem a testagem; (4) que os horários de funcionamento dos serviços de testagem sejam os mais extensos possíveis, evitando, principalmente, a indicação de serviços que funcionem apenas um turno por dia ou em carga horária inferior.Município 2: município com ausência de serviços de diagnóstico implantados ou com demora excessiva para entrega dos resultados dos exames (mais que 30 dias). Neste caso, recomenda-se indicar município pertencente a região do semi árido. Para estas localidades, o Programa Nacional de DST/aids oferecerá apoio técnico e os insumos para implantação do teste rápido para diagnóstico do HIV. O objetivo da inclusão destas localidades na mobilização é o de ampliar a disponibilidade do acesso rápido e eficiente ao teste anti-HIV em todas as regiões do Brasil.A indicação das escolas e dos serviços de referência para testagem deverá ser enviada para o Programa Nacional de DST/Aids até o dia 12/02/2007, para o endereço eletrônico:Estamos à disposição para o esclarecimento de quaisquer dúvidas pelos telefones (61) 3448-8073 e 3448-8076. Falar com Maria Adrião ou Isabel Botão.


Atenciosamente,
Grupo Gestor Federal

VULNERABILIDADES: HIV, DROGAS E DST




05 fevereiro 2007

ATIVIDADE: PALESTRA SOBRE DST E AIDS

ESTADO DE SANTA CATARINA
SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO REGIONAL
GERÊNCIA DA EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA
E.E.B. Dr. GEORG KELLER


RELATÓRIO DE ATIVIDADES DESENVOLVIDAS NA ESCOLA


Quanto ao NEPRE, os alunos de 6ª, 7ª e 8ª série participaram de uma gincana promovida pelo Sesc, a gincana consistia em perguntas e respostas relativas a sexualidade DST e métodos contraceptivos. Os alunos participaram, tiraram dúvidas e tiveram uma melhor conscientização. Essa gincana aconteceu nos dias 14 e 20 de novembro 2006, nos turnos matutino e vespertino. Para o próximo ano pretendemos dar continuidade a esse projeto por se tratar de grande importância aos nossos jovens.


Assistente Técnico Pedagógico- Lucia Cardoso Fiamoncini
Data- 08/11/06










RELATÓRIO: CEI NOSSA SENHORA APARECIDA


ESTADO DE SANTA CATARINA
SECRETARIA DE ESTADO DO DESENVOLVIMENTO REGIONAL
GERÊNCIA DA EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA
CENTRO DE EDUCAÇÃO INFANTIL NOSSA SENHORA APARECIDA
Rua: Cidade de Moçoró, 105 – Bairro Santa Catarina
Joinville – SC CEP: 89233-395 Fone:3463-0435
E-mail ceinossasenhoraap@sed.sc.gov.br


RELATÓRIO REFERENTE AS AÇÕES DESENVOLVIDAS NO
4º TRIMESTRE 2006/ NEPRE-NÚCLEO DE EDUCAÇÃO E PREVENÇÃO



O CEI Nossa Senhora Aparecida continua articulado em ações para a implantação de uma política de educação preventiva, necessária para que se desenvolva uma educação para sujeitos deste tempo histórico.
Nós instituições educacionais não podemos desconsiderar esta temática e nem mesmo nos distanciarmos dos contextos culturais, econômicos e políticos em que estão inseridos as crianças e os nossos adolescentes. A necessidade destas discussões serem contextualizadas é imperativa, para que possamos cumprir a função social de uma formação cidadã através da socialização, reelaboração e produção de conhecimentos para que possam se colocar no mundo como sujeitos ativos e comprometidos eticamente com a sociedade em que estão inseridos.
Nesta perspectiva, nós educadores, familiares e comunidade exercemos um papel fundamental no processo de humanização dos indivíduos entendendo que as práticas sociais remetem a ressignificação contínua de conhecimentos, valores, atitudes e crenças.
Foi neste contexto, contando com o envolvimento de pais, comunidade e através da preparação dos educadores e funcionários, estamos contribuindo para minimizar problemas contando com uma vida equilibrada e saudável.

AÇÕES DESENVOLVIDAS:

* 25/11/06 – Integração “Dia da Comunidade” – Houve envolvimento de todas as instituições do bairro, com exposições de trabalhos, atividades, eventos culturais e artísticos (Associação de moradores, Escola de Educação B. Alicia B. Ferreira, Conselho Local de Saúde, Igreja católica, Cozinha Comunitária, Assembléia de Deus, Escoteiros GAT e CEI. Nossa Senhora Aparecida).
* Reuniões com os pais, com debates e discussões “Educação dos Filhos”
* Discussão e reelaboração de projetos pedagógicos, valorizando a qualidade e o atendimento a Educação Infantil e fazendo encaminhamentos efetivos.
* Manutenção de espaços comunitários que possibilitem a prática de esporte e lazer, oportunizando para as crianças e adolescentes um ambiente sadio.

O CEI Nossa Senhora Aparecida constrói juntamente com as crianças o compromisso com as responsabilidades individuais e coletivas, favorecendo o exercício da cidadania, através do acesso ao conhecimento, à vivencia da autonomia, à compreensão e a superação das contradições, dos conflitos, desafios presentes nas relações sociais, construídas no nosso cotidiano.
























Pesquisa personalizada