Pesquisa personalizada

OUÇA TEMAS DA BÍBLIA AGORA:

REALIZE UMA CAPACITAÇÃO, PALESTRA OU OFICINA SOBRE INDISCIPLINA, BULLYING E ATO INFRACIONAL:

Pesquisa personalizada

14 abril 2014

Informativo NEPRE Central!!!

Nepre Central
Curtas!

Para começar a semana...

Conflitos na escola. Como lidar?
Geralmente, tendemos a nos afastar de conflitos. Por vezes, confundimos pessoas argumentativas e/ou críticas com encrenqueiras, desagradáveis. Basta lembrarmos de quando nos defrontamos com discussões de diversas ordens. Então, pensamos: Que criatura barraqueira, chata... Isso tudo porque não procuramos acolher pessoas envolvidas em conflitos; tentamos nos afastar delas. Na escola, porém, o conflito deve ser identificado, pois pode repercutir negativamente na aprendizagem... Por outro lado, o conflito tem elevado potencial de aprendizagem - especialmente, quando sabemos lidar com ele.
Dicas:
A observação é tudo. Especialmente na hora do intervalo, que é quando os alunos socializam de maneira mais desinibida. É interessante observar os grupos durante esse período.
É interessante planejar as aulas baseadas não só no conteúdo, mas nas relações entre os alunos. Ao identificar os grupos conflituosos, o professor pode escolher as atividades que favoreçam a integração, ou utilizar o conflito como aspecto positivo. Por exemplo, se há alunos mais dispersos, tímidos, ou ousados, se há alunos mais competitivos, ou temerosos. Os papéis que o professor vai atribuir aos alunos, durante as atividades, deve propiciar o melhor entrosamento social, durante sua execução.
Há temas que são por si só, geradores de conflitos: relações afetivas, crenças pessoais, valores morais e/ou culturais, posicionamentos políticos, etc. Isso não quer dizer que o professor tem que evitá-los, mas precisa estar preparado para controlar as consequências/repercussões. Planejamento é tudo!
Um conflito já posto, entre grupos de alunos, ou entre indivíduos, pode ser solucionado por alguém que seja respeitado por ambas as partes envolvidas.
Alunos novos, ou que se destacam do grupo por alguma razão específica, precisam de um trabalho diferenciado que começa quando os pais fazem a matrícula. É importante que o professor seja notificado pela direção/secretaria a fim de se preparar, e preparar sua turma para o ingresso dos novos indivíduos.
Ações:
Há escolas que buscam entre os alunos, jovens com perfil para mediar as relações interpessoais junto aos seus colegas. Quando há conflitos, são eles que intervêm – numa conversa de jovem para jovem.
Há escolas que formam grupos de discussão de diversos temas de interesse dos jovens, tais como: sexualidade, gravidez precoce, meio-ambiente, cidadania, etc.
Alguns sites para se informar e pesquisar (concorde, discorde, ou apenas se aprimore com o auxílio dos autores):http://escoladegestores.mec.gov.br/site/2-sala_projeto_vivencial/pdf/trabalhogestorescolar.pdf



Caso tenha dúvidas sobre o tema, ou queria socializar experiências neste espaço – casos, reflexões, etc, envie para: nepre@gmail.com oumichelleaprende@sed.sc.gov.br
Uma boa semana e feliz páscoa!  
Michelle Domit  
Psicóloga e Consultora Educacional 
Equipe GEREJ/NEPRE/SED

Nenhum comentário:

Pesquisa personalizada