Pesquisa personalizada

OUÇA TEMAS DA BÍBLIA AGORA:

REALIZE UMA CAPACITAÇÃO, PALESTRA OU OFICINA SOBRE INDISCIPLINA, BULLYING E ATO INFRACIONAL:

Pesquisa personalizada

07 novembro 2007

Relatório: EEB Rudolfo Meyer

ESTADO DE SANTA CATARINA
SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO
GERENCIA DE EDUCAÇÃO - JOINVILLE
ESCOLA DE EDUCAÇÃO BÁSICA PROF. RUDOLFO MEYER.
Rua: Copacabana, 1245 Floresta - Cep: 89211-380
Fone/FAX: (47) 436-0769
E-mail: eebprm@sed.rct-sc.br

PROJETO VIVER SAÚDE
CAPACITAÇÃO: NEPRE (Núcleo de Educação e Prevenção)

1. IDENTIFICAÇÃO

1.1. Nome do evento:
Capacitação de Disseminadores do NEP na Unidade Escolar
1.2. Pessoal envolvido
Corpo técnico, corpo docente e discente, Associação de Pais e Professores (APP) Clube de Mães e Associação de Moradores do Bairro Floresta
1.3. Período de realização:
Inicio: 23/09/2005 (ainda em andamento).
1.4. Órgão proponente:
E.E.B. Rudolfo Meyer
1.5. Órgão executor:
E.E.B. Rudolfo Meyer e associações
1.6. Coordenação
Diretor Hugues Brasilio Torres
1.7. Carga Horária
No mínimo 20 horas
1.8. Fonte de recursos:
Parcerias com associações comunitárias e outras organizações.

2. JUSTIFICATIVA

Vivemos em uma sociedade altamente competitiva e violenta e os jovens estão entre o segmento da população mais vulnerável, portanto, em situação constante de risco. Esse quadro pode ser amenizado se os olhares se voltarem para a educação.
Formalizar um plano de ação e propor atividades que estimulem a reflexão e o senso crítico pode contribuir para a melhoria da qualidade de vida destes jovens.
Também, é importante enfatizar que muitas atividades que elegeram a saúde, como foco, já fazem parte da rotina institucional, inscritas no Projeto Político Pedagógico, no sentido de proporcionar aos nossos alunos e à comunidade a que pertencemos, o acesso à informações e o conhecimento de situações que retratem fielmente a realidade de nossa sociedade. Nossos cidadãos precisam receber informações reais que o preparem para a criticidade e para exercerem a liberdade de escolha, tão defendida e justa, quando bem embasada.
Como citado anteriormente, muitos programas já foram executados nesta linha mas, agora, propõe-se a um trabalho de “várias frentes”; abordando não só os adolescentes, mas seus pais, familiares e comunidade. A formação de disseminadores permitirá que cada um deles atue no seu grupo, criando uma proximidade e facilidade de acesso aos demais participantes.

3. OBJETIVO GERAL

Capacitar disseminadores, na unidade escolar e na comunidade visando a prevenção da saúde, garantindo o bem estar pessoal e social, para viver com qualidade.


4. OBJETIVOS ESPECÍFICOS

- Disseminar conhecimentos sobre drogas, DSTs e violência.
- Despertar para a importância do respeito ao desenvolvimento biopsicosocial da criança, do adolescente e do jovem.
- Intermediar a criação de uma cultura de prevenção na unidade escolar e comunidade.

5. PÚBLICO ALVO

Escola e Comunidade.

6. METODOLOGIA

- Apresentação do programa “mestre” do NEP ao público alvo.
- Definição dos disseminadores e participantes efetivos do projeto.
- Com os disseminadores, elaborar sugestões de atividades para implantação do programa da unidade escolar.
- Elaboração de cronograma.
- Contato para firmar parcerias externas.
- Pesquisas em grupo para aprofundamento do tema.

7. RECURSOS

6.1 Recursos Humanos:
Parcerias com órgãos e instituições.

6.2 Recursos Financeiros:
Filantropia.

8. AVALIAÇÃO

A avaliação será contínua e sistemática, mediante processos de observação e registros, produçãodos alunos, participação efetiva e melhoria no desempenho escolar, como por exemplo: atitudes, conhecimentos, mobilização,...

CAPACITAÇÃO DE DISSEMINADORES DO NEP NA UNIDADE ESCOLAR


RELATÓRIO DE ATIVIDADES:


As atividades do projeto Capacitação de Disseminadores do NEP na unidade escolar, iniciaram no dia 21 de setembro de 2005 com uma reunião entre coordenação da escola, corpo técnico e docente, membros da APP, clube de mães e associação de moradores.
Neste primeiro encontro foi apresentado o projeto de capacitação do NEP, seus objetivos e, também definimos a estrutura do grupo de trabalho, apresentada da seguinte forma.

Inicialmente, a criação de parcerias e o estabelecimento da programação de atividades como segue:


*Obs.: As atividades do Grupo Arautos do Evangelho já haviam sido propostas à escola antes da apresentação do projeto do NEP. Devido à familiaridade do assunto e sua importância, incluímos o projeto Futuro e Vida do grupo Arautos do Evangelho na programação para divulgar o projeto NEP em nossa escola.

Os demais encontros (5 reuniões entre Coordenação técnica do projeto e demais participantes) aconteceram informalmente e em grupos de estudo menores. Durante estes encontros a Coordenação Técnica do Projeto repassou materiais sobre os assuntos abordados no projeto, proporcionando uma forma eficaz de debate, esclarecimento de dúvidas. Também durante estas reuniões, foram selecionados e elaborados materiais para a confecção do mural para o projeto.

RELATÓRIO DO ENCONTRO DO NEP – 05/04/06

Como acolhida, a Profª Nirma Elias Machado, coordenadora do projeto nesta Unidade Escolar, abriu o encontro com uma breve apresentação do que é o NEP (Núcleo de Educação e Prevenção), comentando sobre os diversos tipos de prevenção, não apenas as comumente citadas (saúde, drogas, Aids, etc).
O programa contribui também com valores éticos, morais e sociais. Em seguida, é lido também pela Profª Nirma uma mensagem escrita por volta de 1996, falando sobre a importância do diálogo entre pais e filhos. Cita um fato verídico em que uma criança que fazia parte de um grupo de escoteiros no Rio Grande do Sul, sentindo-se solitária, escreve uma carta para Deus, pedindo-lhe que o transformasse em televisor, para desta forma ter a atenção de todos.
O Diretor Hugues Brasilio Torres explicou a importância do Projeto Nep para a escola pois o trabalho conjunto de professores e pais irá ajudar alunos e pais a prevenir problemas, que se não solucionados, irão causar danos maiores na vida da criança, do adolescente e da família.
O palestrante convidado Professor Alex, que leciona no Ensino Médio (noturno) desta Unidade Escolar explanou sobre o tema: Relacionamento entre Pais e Filhos.
Iniciou com um questionamento sobre como é a nossa casa do ponto de vista espiritual. De que maneira são realizadas as orações e os diálogos com nossos filhos? Fazemos parte da família, ou nossa casa é apenas um hotel ou restaurante, onde não conhecemos um ao outro?
Falou também o palestrante sobre as funções da televisão atualmente torna-se um veiculo perigoso; devendo os pais ficar atentos à programação que seus filhos assistem.
Lembrou ainda que a família é e sempre será a maior instituição e que Deus é o nosso criador.
A Profª Nirma relatou que nossos filhos são nossos espelhos e nosso futuro. Por isso, no casamento deve haver uma relação de equilíbrio entre os dois seres que participam também da criação da humanidade e que os filhos devem formar um bom caráter desde cedo.
O Diretor Hugues retomou a palavra falando do sistema globalizado e neoliberal que nos confunde e nos leva ao consumismo e individualismo. Completou dizendo que as figuras paterna e materna são de extrema importância mesmo numa separação. Estruturar a família é o melhor meio de prevenir qualquer tipo de situação. Os pais devem auxiliar os filhos a fazer da adolescência um momento de busca e de estudo, garantindo um futuro harmonioso. O conhecimento portas para que todos possam fazer a sua história, preparando-se intelectual e espiritualmente. Finalizou dizendo que devemos nos tornar amigos de nossos filhos e procurar entende-los sempre.
As integrantes do Projeto NEP Laura Schroeder e esta relatora Marli Koerber agradeceram aos pais presentes, encerrando o primeiro encontro do corrente ano.

E.E.B. PROF. RUDOLFO MEYER

COORDENADORA DO PROGRAMA: NIRMA ELIAS MACHADO

RELATÓRIO NEPRE

TEMA: ALCOOLISMO

No dia 22/06/06 às 16:00 horas recebemos em nossa Unidade Escolar o Dr. Carlos Eliel Torres, médico (clinica geral), Professor de Anatomia, que apresentou palestra pelo Programa Prosa Unimed, com o tema Alcoolismo.
A sala de som e imagem estava repleta de alunos da 7ª e 8ª séries, além de professores e representantes da comunidade.
O palestrante iniciou com a pergunta: O alcoolismo é uma doença ou um vício? E continuou falando que é a porta de entrada para todos os perigos e outros vícios.
O alcoolismo é uma doença que afeta o indivíduo física e socialmente, abrangendo também a família, segundo dados da Organização Mundial da Saúde. Atinge a dez por cento da população adulta. Corrói o fígado e o cérebro, além de provocar lesões nos nervos; irritabilidade e tremores nas mãos.
As fases do alcoolismo são: euforia, excitação, confusão, estupor , terminando em coma alcoólico. No trabalho provoca baixa produtividade, atrasos, acidentes de trabalho, brigas, ciúmes, etc.
Por causa de sua dedicação e experiência (6 anos em prontos-socorro de praias e 12 anos em pronto socorro em Joinville), o Dr.Carlos alertou os estudantes sobre o perigo da bebida, principalmente na sua fase inicial.
Falou ainda que o alcoolismo é tratável, sendo cada pessoa diferente; por isso é necessário um reconhecimento individual. Podemos ajudar um alcoolista encarando-o com sinceridade e respeito; falando-lhe a verdade quando não estiver embriagado e encaminhando-o para um tratamento médico.
A seguir foram realizadas algumas perguntas sobre o tema.
A palestra foi encerrada após agradecimentos prestados pela equipe do NEPRE.


E.E.B. PROF. RUDOLFO MEYER

COORDENADORA DO PROGRAMA: NIRMA ELIAS MACHADO

RELATÓRIO NEPRE

TEMA: TABAGISMO


No dia 11/08/06 às 08:00 horas recebemos em nossa Unidade Escolar o Dr. Carlos Roberto Campos médico Cardiologista, que apresentou palestra pelo Programa Prosa Unimed, com o tema Tabagismo.
Os adolescentes acharam a palestra muito interessante, principalmente pelo conteúdo utilizado na mesma. Segundo os relatórios que eles fizeram, mais que nunca todos tem certeza do mal que o cigarro causa e se propuseram a levar todas as informações recebidas pelo palestrante doutor Campos, para toda comunidade. Esta palestra os incentivou a não cometer os mesmos erros que seus pais, vizinhos e amigos cometem.
Aprenderam que existem 1 bilhão e 800 milhões de fumantes no mundo e cerca de 2 milhões no Brasil. A maioria dos fumantes tem cerca de 10 a 19 anos.
Segundo o palestrante a pessoa que fuma tem mau hálito, perda dos dentes e os mesmos ficam amarelados, também seus pulmões são prejudicados, pois, ficam pretos e podres.
Como o cigarro à pessoa perde dinheiro, confiança, amor próprio, segurança e principalmente saúde. Perde também sua vida, pois, alguém que começou a fumar com 10 anos só vai parar aos 40 se tiver muita coragem e audácia além de uma vontade muito grande.
Os jovens e até mesmo os adultos são influenciados pro programas nos mais diferentes meios de comunicação, nos quais há incentivos ao tabagismo, por até mesmo personalidades de prestígio, assim aderem ao tabaco por puro exibicionismo.
Apesar de diversos apelos, o mercado brasileiro movimenta “milhões” com a venda de cigarros no país e o incentivo ao tabagismo, o que deveria ser proibido pelo governo.
E esse vício pode acabar com a sua vida, pois, experimentando o cigarro pela primeira vez fica preso a este consumo.
Outra coisa muito importante que ouvimos na palestra foi que as crianças são vítimas comuns porque uma criança que convive com um adulto fumante sofre tanto quanto ele. Além de que a fumaça do cigarro prejudica mais do que ele próprio.
Mas, existe uma chance!
Primeiro cabe a você ser valente e enfrentar a realidade, fazer exercícios, ter uma boa alimentação e procurar um médico, logo após você ter decidido parar de fumar, pois, ele irá te ajudar com remédios e assistência psicológica.
Ou então, ser vítima de perda de memória, impotência sexual, câncer no pulmão, na boca, na garganta, bronquite, perda das pernas ou sérios problemas de coração.
Fique ligado, pois, o cigarro é considerado um dos maiores problemas do mundo.




PROGRAMAÇÃO DO NEPRE 2007



PARCERIAS



EVENTO: NEPRE – Núcleo de Educação e Prevenção
TEMA: Tabagismo
PALESTRANTE: Dr. Celito Zootti
DATA: 30/05/07
HORÁRIO: 19:00HS ÀS 19:40HS.
LOCAL: Na própria escola.
RELATÓRIO

Dizem que fumar um cigarro nos dias de hoje é estar na moda. Além dos muitos usuários do tabaco com idade já um pouco avançada e conseqüentemente prejudicada, esta é uma questão concentrada com muita evidência na vida dos adolescentes e jovens, e é ai que mora o grande câncer da consciência e responsabilidade,quase que incurável, no que se refere ao combate e busca de solução para os vários e fatais males que o (a) fumante proporciona a todos os seres vivos do planeta, adoecendo, aniquilando, empobrecendo e matando rapidamente, ou aos poucos, e com muito sofrimento, especialmente o meio ambiente o meio ambiente, que já está muito descontrolado, inclusive chorando e morrendo aos poucos.
No Brasil os fumantes são de 33 a 35% da população e no mundo é em torno de 25%. A maioria começa a fumar na sua adolescência, chegando a se ter muitas crianças com 8 ou 9 anos com cigarro na boca. São muitos os viciados que chegam a fumar 5 ou mais cigarros por hora. O cigarro contém nicotina, que causa dependência física e psicológica, como também é o maior causador de câncer do mundo.
As pessoas começam a fumar por influencias de parentes, amigos, ou até por curiosidade. Entre 10 pessoas que começam a fumar 1 consegue parar e a cada 2 que fumam 1 morre por doença do vicio.
A pessoa fumante perde o paladar, sente menos fome, contrai câncer na boca, na laringe e no pulmão, anda quase sempre tossindo, fica com os dentes amarelados, perde a potencia sexual e o poder de raciocínio, sem contar o mau hálito, a irritação Por causa da fumaça, reflexos lentos, respiração ofegante, pele áspera e pouca disposição.
O problema mais sério está no fumante passivo, que é aquele que não fuma mais freqüenta o mesmo ambiente do fumante, este é prejudicado em dobro.
O cigarro é tão venenoso para viciar, que ao querer se livrar dele os dependentes ficam com a boca seca, nervosos, anciosos, stressados, impacientes, etc... São mais de 4000 substâncias químicas atuando no cérebro e em todo o corpo.
No Brasil o cigarro mata mais que 50mil pessoas por ano; destas, 90% são de câncer do pulmão, 30% são de todos os outros tipos de câncer e o restante é por doenças cardiovasculares.
Vale a pena se esforçar em parar de fuma, pois a recompensa chega logo, vejamos: ao parar de fumar, no dia seguinte já se sente a diferença; 1 ano depois as chances de contrair câncer cai pela metade; 5 anos depois sua pressão cardíaca é igual a de um não fumante.tudo isto sem contar o diferencial do sabor na alimentação, no diálogo com as pessoas e no respeito de modo especial com o meio ambiente.
Vale a pena tentar parar de fumar, pois o tabagismo resulta numa perda de 220 bilhões de dólares por ano, em função de gastos com mortes prematuras, adoecimentos e internações prolongadas, incapacitação física permanente, aposentadorias precoces e muita faltas aos seus respectivos trabalhos. Todo este dinheiro poderia e deve ser usado, caso mude a mentalidade dos fumantes, em outras coisas tão necessárias no mundo todo como: alimentação, educação e moradia aos pobres, que não são poucos nos dias de hoje.
É importante refletir sobre o pequeno trecho da aluna Eveline do 2º 01 do ensino Médio, que no final de seu relatório ao assistir a palestra do Dr. Celito descreveu:
Um dia, passando por uma rua e do meu lado estava um senhor e seu filhinho de mais ou menos 7 anos. Ao passarmos por uma padaria e o menino gritou: Pai, Pai, compra uma bolacha para mim! Não! Gritou o pai, tenho só 2 reais para comprar cigarro.

EVENTO: NEPRE – Núcleo de Educação e Prevenção
TEMA: DSTs
PALESTRANTE: Dr. Celito Zootti
DATA: 29/08/07
HORÁRIO: 19:00HS ÀS 19:40HS.
LOCAL: Na própria escola.
RELATÓRIO


Levando em consideração a transversalidade do tema DSTs, é de suma importância a participação e realização de palestras e atividades que abordam o tema de maneira simples, quebrando tabus, freqüentes quando se abre a discussão de um tema tão amplo e abrangente.
É notável que em uma Instituição de Ensino, comprometida com a formação de seus educandos, possamos contar como no momento, com um projeto de amplitude social tal como o NEPRE, atuante em nossa Unidade Escolar.
Através das vastas programações do projeto ao longo do tempo, podemos ter noções de diversos temas, por meio de palestras, fóruns, murais informativos, etc..., mas nenhum tema foi tão bem aceito e compreendido como as Doenças Sexualmente Transmissíveis, já que este tema é de abordagem geral, pois como foi retratado durante a palestra requer conhecimentos sobre a própria fisiologia do sujeito; particularidades do organismo e do sistema genital de cada indivíduo; e noções sobre os tipos, sintomas e tratamento das diversas DSTs. Tomando nota de tais preceitos é evidente que as exemplificações utilizadas na palestra é maduramente percebida pelo público-alvo, é claro que não se pode esquecer da experiência e da facilidade do palestrante Dr. Celito Zoltis., em repassar as diretrizes, exemplificações (imagens) e noções e conscientização para a prevenção, através dos métodos e preservativos.
Concluindo, a palestra foi de grane rendimento para o enriquecimento do conhecimento sobre as particularidades das doenças Sexualmente Transmissíveis.


Nenhum comentário:

Pesquisa personalizada