Pesquisa personalizada

OUÇA TEMAS DA BÍBLIA AGORA:

REALIZE UMA CAPACITAÇÃO, PALESTRA OU OFICINA SOBRE INDISCIPLINA, BULLYING E ATO INFRACIONAL:

Pesquisa personalizada

03 novembro 2012

Consumo de drogas nas escolas públicas aumenta 12%, diz GDF


O consumo de drogas nas escolas públicas do Distrito Federal cresceu 12% em um ano, indica levantamento da Secretaria de Segurança Pública. Entre janeiro e julho deste ano foram registradas 407 apreensões de drogas nas unidades de ensino, 44 a mais do que em 2011.
O tráfico de drogas nas escolas públicas, no entanto, sofreu redução de 8% na comparação entre os mesmos períodos. O levantamento da Secretaria de Segurança mostra que de janeiro a julho de 2012 foram registradas 146 ocorrências de tráfico de drogas dentro e ao redor das escolas públicas do Distrito Federal. Em 2011, foram 159 casos.
Ceilândia é a região administrativa do DF com o maior número de ocorrências de tráfico e uso de drogas nas escolas. De janeiro a julho deste ano, foram 37 registros de tráfico e 75 de uso de droga.
Brasília aparece em sexto lugar no ranking deste ano de tráfico de drogas, com sete ocorrências e à frente de regiões como São Sebastião, Recanto das Emas, Santa Maria e Brazlândia. No uso e porte de drogas, a capital está em quinto lugar, com 41 registros.
Escolas particulares
O levantamento da Secretaria de Segurança tratou ainda das escolas particulares, onde o tráfico também diminuiu. Este ano são 93 ocorrências, contra 102 do ano passado. Como ocorreu nas unidades públicas, o consumo também aumentou. Em 2012 foram contabilizados 254 casos, enquanto em 2011 foram 221 registros de apreensão de drogas nos colégios.

Fiscalização
O Batalhão Escolar da Polícia Militar é responsável por fazer operações contra as drogas nas escolas do DF. Durante as operações, os policiais utilizam detector de metais, fazem revista nas mochilas e outros materiais dos alunos. Quando a direção da escola solicita, o batalhão ainda realiza uma varredura na escola com cães farejadores.

Informações do batalhão confirmam que a droga mais encontrada é a maconha, seguida do crack e da cocaína.
Para o major Valtênio de Oliveira, subcomandante do Batalhão Escolar, a família pode fazer a diferença no combate às drogas nas escolas do Distrito Federal. “Pedimos que os pais acompanhem seus filhos, verificando a mochila e sabendo os sites que ele acessa.”[Fonte: G1]

Nenhum comentário:

Pesquisa personalizada