Pesquisa personalizada

OUÇA TEMAS DA BÍBLIA AGORA:

REALIZE UMA CAPACITAÇÃO, PALESTRA OU OFICINA SOBRE INDISCIPLINA, BULLYING E ATO INFRACIONAL:

Pesquisa personalizada

26 junho 2007

DIA INTERNACIONAL CONTRA O USO DE DROGAS

Dia internacional contra uso de drogas é hoje (26 de junho):

Data foi instituída há 20 anos, e relatório aponta que 5% da população entre 15 e 64 anos faz uso de substâncias ilícitas

O relatório mundial sobre drogas da Organização das Nações Unidas (ONU) a ser lançado hoje diz que cerca de 200 milhões de pessoas usam drogas ilícitas em todo o planeta; mais da metade consome pelo menos uma vez por mês e aproximadamente 25 milhões de pessoas são dependentes químicos. A data marca também os 20 anos desde que a ONU instituiu 26 de junho como dia internacional contra o uso e o tráfico de drogas ilícitas. Os números de 2007 não apresentam variação significativa em relação aos do último relatório, lançado há um ano, quando a quantidade de usuários equivalia a 5% da população entre 15 e 64 anos. A droga mais consumida era a maconha, e a soma de usuários de cocaína, anfetaminas e opiáceos era de 1%. O maior crescimento fora em relação ao ecstasy. Tadeu Lemos, da Coordenadoria de Prevenção ao Uso Abusivo de Drogas, da Universidade Federal de Santa Catarina, diz que não há perfil para o usuário de drogas em geral, pois as características variam de acordo com a substância utilizada. - Sabemos que o uso vem crescendo entre crianças e adolescentes, que os homens usam mais que as mulheres, mas o uso também cresce entre as mulheres. Genericamente podemos dizer apenas que o perfil do usuário, na maioria, é jovem. Ele salienta a necessidade da informação, sem a qual nem proibição nem liberação funcionam. O psiquiatra Paulo Collaço, especialista em dependência química, explica que as técnicas de entrevista motivacional, que incentivam o dependente a buscar o tratamento, são alguns dos principais avanços na reabilitação, já que habitualmente a pessoa tende a dizer que não tem problema. - Primeiro é preciso que o dependente admita o problema - diz.

Nenhum comentário:

Pesquisa personalizada